Homem é acusado de carregar explosivos a bordo de trem em New Jersey

Homem é acusado de carregar explosivos a bordo de trem em New Jersey
02 maio 13:37 2013 Imprimir

homem bomba new jerseyRoger Costa

Autoridades divulgaram que 8 dias antes dos ataques na Maratona em Boston, um homem residente em Jersey City, carregava a bordo de um trem da linha NJ Transit dois explosivos caseiros preparados para detonar. Policiais encontraram materiais explosivos em Newport Parkway, na residência do acusado Mykyta Panasenko, 27 anos, de acordo com a queixa criminal divulgada pelo Departamento de Polícia de Jersey City, que incrimina Panasenko de manter “dois aparelhos de destruição, especificamente improvisados (IEDs), fabricados de um cilindro contendo Pyrodex, elemento de explosão em pó preto” dentro de sua residência no último dia 5 de abril.

Ele está sendo incriminado também de criar risco de destruição ao prédio que normalmente abriga cerca de 25 ou mais pessoas, onde ele produziu e armazenou os explosivos, de acordo com a queixa aberta pelo Departamento de Força Contra o Terrorismo do FBI, e o Departamento de Polícia do Port Authority. O FBI recusou-se a divulgar mais detalhes e o acusado foi procurado pela imprensa, mas também não deu depoimento. A prisão foi efetuada há vários dias atrás, mas as autoridades não haviam divulgado até o final da semana passada. The Jersey Journal, jornal do estado, descobriu as informaçòes sobre o caso de Panasenko, quando o acusado apareceu em corte Central Judicial Processing  para ouvir as acusações na quarta-feira passada (24).

A maior incriminação, porém é que Panasenko carregava dois explosivos dentro de um trem da linha NJ Transit, que partiu de Hoboken em direção a Suffern, no estado de New York, às 4 da tarde do dia 7 de abril. No início do mês passado, o Esquadrão Antibombas de Jersey City, respondeu a um chamado de investigação na residência do acusado, após receberem informações do Departamento de Polícia de New York e do FBI, declarou Peter Nalbach, Chefe da Polícia de Jersey City. Dentro da residência, autoridades encontraram “materiais que poderão ter sido usados para fabricar um aparelho explosivo”, disse Nalbach, adicionando que a informação, mantida em sigílo, foi fornecida por alguém que conhece Panasenko. A acusação de manter explosivos em casa foi assinada no último dia 15 de abril, dia dos ataques em Boston e a de carregar os explosivos no trem, no dia seguinte.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.