Anderson Silva é suspenso por 45 dias por comissão médica após sofrer nocaute

Anderson Silva é suspenso por 45 dias por comissão médica após sofrer nocaute
11 julho 07:36 2013 Imprimir

A comissão atlética de Nevada, responsável pelas análises dos atletas do UFC, anunciou na terça-feira que o brasileiro Anderson Silva está suspenso de atividades esportivas por 45 dias após o nocaute sofrido para Chris Weidman, no último sábado.

anderso silva cris weidman

As suspensões dadas pelO órgão são rotineiras a cada evento de artes marcais mistas disputado, e mesmo lutadores que saem vencedores do combate podem receber a suspensão em função das lesões sofridas.

Elas significam uma análise dos dados recebidos após o combate e o tempo que o atleta terá que ficar de molho e assim ficar oficialmente fora de qualquer edição do evento dentro do tempo divulgado.

Anderson está oficialmente impossibilitado de voltar ao octógono até o dia 21 de agosto e de treinar até o dia 6 do mesmo mês.

Outro brasileiro presente no card do UFC 162, Charles do Bronx está suspenso até o dia 6 de agosto.

Vencedor do duelo contra Anderson Silva, o norte-americano Chris Weidman não aparece na lista de suspensos e pode, em tese, voltar ao octógono para defender seu título em uma edição mais próxima. O que não deve ocorrer, de fato.

Possível revanche

O UFC já planeja uma revanche entre Anderson Silva e Chris Weidman depois da derrota do brasileiro no último sábado para o norte-americano, em Las Vegas, na disputa do cinturão dos médios da entidade. E já tem data para acontecer: dia 28 de dezembro, no UFC 168.

De acordo com matéria publicada pelo site “MMA Junkie”, o presidente da organização americana, Dana White, confidenciou ao jornalista Lance Pugmire, do jornal americano “Los Angeles Times”, que ela será nesta data.

Pugmire postou a informação em seu Twitter e marcou Dana White. O site americano “MMA Junkie” diz ter confirmado a veracidade da informação com uma fonte do próprio UFC.

Antes mesmo de o combate de sábado ter sido realizado, White afirmou que Anderson teria prioridade em uma revanche caso fosse derrotado pelo desafiante norte-americano.

Mas, logo após a derrota, o ex-campeão dos médios deixou no ar a possibilidade de se aposentar e deu a entender que não pensava em um novo embate contra o lutador de 29 anos. O mandatário do UFC ainda confia que Anderson possa rever a decisão nas próximas semanas para aceitar a revanche.

Segundo colocado do ranking dos médios, o brasileiro Vitor Belfort já vem fazendo campanha para ser o próximo desafiante, mas teve seu pedido negado publicamente por Dana White.

O site diz que o UFC 168 tem como luta principal a defesa de cinturão das mulheres pela norte-americana Ronda Rousey contra Miesha Tate, combate este que também valerá pela final do TUF 18. Este evento, no entanto, pode ser transferido para fevereiro, caso seja confirmada a revanche do Spider contra Weidman. Considerado um dos melhores de todos os tempos na história do MMA, Anderson Silva era o grande favorito para a luta por estar invicto há 16 lutas e deter o cinturão dos médios da competição.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.