Escultura obscena gigante em Praga denuncia comunistas no governo

Escultura obscena gigante em Praga denuncia comunistas no governo
24 outubro 09:45 2013 Imprimir

escultura obscena praga comunistas

Uma enorme estátua do polêmico artista David Cerny — que representa uma mão levantando o dedo médio em um sinal obsceno na frente do Castelo de Praga, sede da Presidência — apareceu na terça-feira na capital checa, poucos dias antes das eleições legislativas antecipadas.

A escultura, colocada no meio do rio Moldava, está diante da residência oficial do presidente Milos Zeman, ex-militante comunista (de 1968 a 1970).

Zeman disse que, após as eleições, é favorável ao projeto do Partido Social-Democrata de formar um gabinete de coalizão apoiado pelo Partido Comunista Checo — afastado do poder até o momento.

O escultor David Cerny explicou que sua obra “é uma saudação com o dedo médio para os comunistas de merda”. A escultura de cor violeta, com um enorme dedo médio, foi instalada em uma plataforma flutuante no rio Moldava. Segundo as autoridades da capital, a obra ficará “exposta” até o próximo sábado, quando fecham as seções eleitorais. As eleições começará amanhã (sexta-feira 25).

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.