Cruzeiro vê questão pessoal de Julio Baptista e não se pronuncia sobre polêmica

Cruzeiro vê questão pessoal de Julio Baptista e não se pronuncia sobre polêmica
28 novembro 13:48 2013 Imprimir

julio baptista

Após a polêmica envolvendo Julio Baptista, que foi flagrado em um vídeo dizendo pra Cris “faz logo outro”, o Cruzeiro não se pronunciará oficialmente sobre o episódio. Segundo o diretor de comunicação do clube mineiro, Guilherme Mendes, é uma questão pessoal do jogador que já se manifestou publicamente e esclareceu os fatos.

Além de entrevistas para dar sua versão sobre o ocorrido, o meia-atacante utilizou a internet para prestar esclarecimento aos torcedores. Em sua página oficial no Facebook, Julio Baptista publicou uma carta na qual se diz muito triste com a repercussão negativa em torno do fato.

No texto, o jogador explica que não houve nenhum tipo de entrega e que essa era uma interpretação “absurda” do que ocorreu. Ele ainda disse que nunca se envolveu em polêmicas ao longo da carreira que pudessem ferir “o caráter, a honra e ética”. O atleta considera esse o momento mais triste de sua carreira.

“Já tive momentos difíceis em minha vida que tive de superar com muita força de vontade. Mas nenhum foi triste como este, pois acima de tudo envolve uma exposição de valores pessoais, filosofia de vida, que sempre vou Lutar para que sejam preservados com Ética, Respeito ao trabalho, Respeito à Minha Família, Seriedade, Foco, Caráter, Lealdade e Justiça!”, desabafou o jogador.

Entre as justificativa do meia cruzeirense está o fato de depois de o ocorrido o time ter marcado dois gols, sendo que um foi anulado. Ele também explicou que foi um diálogo normal em tom de ironia depois de ouvir Cris dizendo para “amaciar” em várias oportunidades.

O procurador do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Paulo Schmidt, já pediu as imagens da fala polêmica de Julio Baptista e pode oferecer denúncia ao jogador. “Já pedi imagens, as entrevistas, nós vamos analisar o jogo se for comprovada alguma infração nós vamos pedir a instauração do inquérito”, disse.

Por conta da atitude polêmica do meia-atacante, a diretoria de alguns clubes que também lutam contra o rebaixamento, como o a Portuguesa e o Bahia, já se manifestaram e pediram explicações à Confederação Brasileira de Futebol.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.