Atlético-MG não vence no Maracanã desde 2008. Veja curiosidades da época

Atlético-MG não vence no Maracanã desde 2008. Veja curiosidades da época
09 outubro 11:51 2014 Imprimir

diego tardelli atletico

Com duas derrotas seguidas longe de casa, em jogos pela Copa do Brasil e Brasileirão, o Atlético-MG busca a recuperação diante do Fluminense, na quinta-feira. Porém, o alvinegro mineiro terá pela frente um jejum indigesto atuando no Maracanã, local da partida válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Desde a reabertura do estádio, no ano passado, depois de passar por reforma para a Copa do Mundo, o Atlético não venceu mais no estádio carioca. Foram três derrotas e um empate. Porém, a dificuldade em vencer no estádio é ainda mais distante. O último triunfo alvinegro no Maracanã ocorreu pelo Brasileirão de 2008, contra o Flamengo, por 3 a 0, no segundo turno da competição nacional daquele ano. Desde então se passaram seis anos e mais oito jogos no local e muita coisa mudou no clube mineiro. A reportagem ista algumas curiosidades da equipe atleticana que entrou em campo diante do Flamengo, para mais de 70 mil pessoas.

Curiosidades da última vitória do Atlético-MG no Maracanã

  • Marcelo Oliveira comandava o Atlético

Hoje técnico do rival Cruzeiro, onde vem tendo sucesso, já que conquistou o título do Brasileiro de 2013 e está novamente isolado na ponta da tabela, era o treinador atleticano e ainda iniciava a sua experiência em equipes profissionais

  • Atlético comemorava 100 anos

O ano do último triunfo atleticano no Maracanã marcou o centenário do clube mineiro. A temporada de aniversário foi para ser esquecida, já que nenhum título foi conquistado e o time alvinegro brigou para ser rebaixado no Brasileirão

  • Petkovic era o grande nome do Atlético

Curiosamente, o duelo contra o Flamengo, que contou com a vitória atleticana no Rio de Janeiro, tinha como grande nome Petkovic. O sérvio, que teve passagem marcante pelo clube carioca, era a estrela atleticana. O meia tinha sido contratado pelo presidente Ziza Valadares como presente para os 100 anos do clube

  • Renan Oliveira e Tchô eram promessas da base

Ao lado de Petkovic, no meio de campo atleticano, Marcelo Oliveira tinha duas promessas da base e que não conseguiram vingar. Renan Oliveira, que marcou um dos gols no triunfo sobre o Flamengo, era tido como futuro craque. O seu reserva imediato era Tchô, que também se destacou na base. Curiosamente, ambos atuam hoje no América-MG

  • Atacante boliviano marcou o primeiro gol pelo clube

O centroavante Castillo era uma das apostas da diretoria atleticana para ter um centenário de conquistas. Sem conseguir apresentar grande futebol, o boliviano, desconhecido no Brasil, marcou o seu primeiro de apenas três gols pelo Atlético, justamente diante do Flamengo

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.