Beneficiado pelo Dólar em alta, Cárdenas sofre com adaptação no Atlético-MG

Beneficiado pelo Dólar em alta, Cárdenas sofre com adaptação no Atlético-MG
12 março 10:53 2015 Imprimir

_cardenas atletico mg

Contratado pelo Atlético-MG há pouco mais de um mês, o meia Sherman Cárdenas tem encontrado bastante dificuldade para se adaptar ao futebol brasileiro. Anunciado como reforço de peso, o colombiano atuou pouco desde que desembarcou no Brasil. Apesar dos poucos minutos em campo, o jogador recebeu um ‘aumento de salário’ com pouco mais de 30 dias de clube, já que sua remuneração é fixada em Dólar.

Como a moeda americana se valorizou em comparação com o Real, o ordenado de Cárdenas cresceu pouco mais de R$ 20 mil, de acordo com as cotações dos dias 3 de fevereiro e 10 de março. O que não condiz com o produzido pelo jogador até momento. Cárdenas esteve em campo somente três vezes, sendo que o total de minutos jogados não chega a 180, ou seja, duas partidas completas.

As aparições de Cárdenas com a camisa atleticana foram diante do América-MG (68min), do Atlas (45min), do México, e do Guarani (45min), o que dá um total de 158 minutos em ação, sem nenhum gol ou assistência. O período de adaptação ao futebol brasileiro não tem sido fácil para o atleta, como revelou o técnico Levir Culpi, que sacou o colombiano no intervalo do triunfo sobre o Guarani, na única alteração que fez naquela partida.

“Eu tenho conversado com o Cárdenas e ele terá uma dificuldade maior. Ele é o canhoto organizador de jogadas, seria o Ganso, por exemplo. Ele vai ter dificuldade em jogar no Atlético, pois nossa rotação é rápida. O Dátolo que fica ali e ele roda o campo inteiro. O Cárdenas é inteligente, dá boas enfiadas. Mas ele vai sofrer um pouco nesse início”, comentou o treinador.

Desde que Cárdenas foi inscrito o Atlético disputou seis partidas. Além dos três jogos em que o colombiano conseguiu ficar alguns minutos em campo, o time atleticano também jogou contra Democrata-GV, Colo-Colo e Cruzeiro, sempre com Cárdenas no banco de reservas. No clássico, aliás, Levir Culpi terminou a partida com uma alteração por fazer, já que as únicas mudanças foram as saídas de Cesinha e Dodô para as entradas de Danilo Pires e Maicosuel.

Também novato de clube e na primeira experiência no futebol brasileiro, o argentino Lucas Pratto tem auxiliado Cárdenas na adaptação. Embora tenha apenas um mês a mais de Cidade do Galo, o centroavante parece estar bem mais ambientado.

Na opinião de Pratto, Cárdenas está bem enturmado na Cidade do Galo. Portanto, a tendência é se apresentar cada vez melhor nas próximas oportunidades. “Sherman é uma pessoa tímida, mas ele brinca com todos. Obviamente que o idioma faz o nosso contato ser mais fácil, mas ele se dá muito bem com todo mundo. Sobre o estilo de jogo ele está cada dia melhor. Chegou com a competição em andamento, então precisa de um pouco mais de tempo, pois já estávamos competindo. Mas ele já está muito adaptado, tanto que entrou bem e a cada partida vai ir melhor”.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.