Denunciam proibição de falar espanhol em universidade de New York

Denunciam proibição de falar espanhol em universidade de New York
14 maio 12:44 2015 Imprimir

columbia university

Estudantes da Universidade de Columbia em Nova York informaram que funcionários de um dos cafés estavam proibidos de falar em espanhol e que são forçados a comer dentro de um closet. O movimento estudantil Solidariedade com os Trabalhadores recolheram cerca de 3.000 assinaturas em uma petição exigindo por escrito uma mudança de política. Os alunos dizem que tentaram entregar o pedido ao gerente de serviços de alimentação, mas não tiveram sucesso. Na petição alegam que a administração proibiu o almoço dos trabalhadores nas áreas comuns do refeitório. De acordo com os autores da denúncia, após reclamações e pressão dos estudantes, a universidade retirou a política de não deixar os funcionários almoçar na área pública do refeitório. Em um comunicado, a universidade disse que não recebeu qualquer queixa formal dos funcionários, que não existe uma política sobre os funcionários e outros idiomas e que poderão falar na língua que quiserem. A universidade disse que não há espaço para a discriminação na sua instituição.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.