Parlamento britânico poderá vetar entrada de Donald Trump no país

Parlamento britânico poderá vetar entrada de Donald Trump no país
21 janeiro 13:45 2016 Imprimir

_donald trump

Donald Trump foi qualificado como palhaço, racista, misógino e estúpido no Parlamento britânico. A Câmara dos Comuns debateu durante três horas uma petição assinada por 574 mil pessoas de proibir a entrada no Reino Unido do pré-candidato republicano à presidência, Donald Trump, por seus comentários sobre os muçulmanos.

O debate parlamentar, foi sobre a proposta de uma ativista escocesa que recolheu assinaturas online em dezembro, depois que Trump propôs proibir a entrada de todos os muçulmanos no país.

Deputados conservadores e trabalhistas argumentaram que vetar a entrada poderia ser contraproducente, já que o converteria em um “mártir” e poderia jogar “a seu favor” e que Trump deveria poder entrar no Reino Unido para aprender uma “lição” de convivência em alguns bairros de Londres. Trump disse durante campanha republicana que Londres está tão radicalizada que os policiais “temem por suas próprias vidas” e que há regiões da capital que não se pode nem entrar. No consta que Trump tenha previsto visitar o Reino Unido em breve, mas já ameaçou em retirar uma ajuda de milhões de euros da Escócia se lhe negarem o visto.

Depois do debate, o Parlamento não tomou nenhuma decisão. Em todo caso, é o Ministério do Interior britânico que pode impedir a entrada no país de qualquer indivíduo, por razões de segurança nacional, se acreditar que vá incitar o ódio racial ou se esperar que seu comportamento não seja “adequado para o bem-estar público”. O Governo do Reino Unido já vetou mais de 200 pessoas por causa dessas condições desde 2010, segundo as cifras publicadas em 2015.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.