Treino fechado e mistério. Vantagem na semi não muda rotina no Atlético-MG

Treino fechado e mistério. Vantagem na semi não muda rotina no Atlético-MG
03 novembro 13:33 2016 Imprimir

O Atlético-MG está muito perto de garantir vaga na final da Copa do Brasil. Como venceu o primeiro jogo, em Porto Alegre, por 2 a 1, até mesmo a derrota por 1 a 0 classifica a equipe mineira, que precisa ser derrotada pelo Internacional por dois ou mais gols de diferença para ficar fora da decisão. Ou então perder sofrendo três ou mais gols. Ainda mais diante de 20 mil torcedores, no Independência.

É o confronto de uma equipe que brigou pelo título do Campeonato Brasileiro e ainda tem chances de ser campeão, contra o time que luta contra o rebaixamento e deve ser formado basicamente por jogadores reservas, já que não está garantido na Série A em 2017. Vários fatores fazem do Atlético o grande favorito para o jogo desta quarta-feira. Mas tudo isso fora da Cidade do Galo.

Dentro do CT atleticano, nenhuma mudança na rotina dos jogadores e comissão técnica. Assim como se tornou costume na temporada 2016, o treino na véspera de jogo importante é sem a presença da imprensa. Normalmente os jornalistas têm acesso à Cidade do Galo 30 minutos após o início das atividades. Não nesta terça-feira, quando a entrada aconteceu antes mesmo do início do treino.

Entrevistas coletivas mais cedo, nesta terça falaram o zagueiro Gabriel e o atacante Lucas Pratto, alguns minutos do aquecimento são liberados, para que cinegrafistas e fotógrafos possam fazer imagens. Então, quando o treino está perto de começar, todos os profissionais da imprensa deixam a Cidade do Galo, sem qualquer pista sobre a escalação do dia seguinte.

Rotina mantida nesta terça-feira, mesmo em condição tão favorável. O respeito ao Internacional também não mudou dentro da Cidade do Galo. O favoritismo é atleticano, mas é preciso confirmar dentro de campo. Tanto que nem a forma de jogar em casa vai ser diferente, segundo Gabriel “É uma boa vantagem, mas vamos jogar como sempre. Começar a partida em cima, como sempre fazemos quando jogamos em casa. Vamos jogar para vencer”.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.