Francisco Sampa: Donald John Trump e a derrota do politicamente correto

Francisco Sampa: Donald John Trump e a derrota do politicamente correto
17 novembro 10:13 2016 Imprimir

trump

Estou iniciando esta crônica com um desabafo e uma cobrança. Quando em 2008 escrevi que Obama seria eleito presidente fui taxado de louco. Apenas o nobre amigo Kiko Francisco Salles tinha a mesma opinião e também foi taxado de mais um louco. Agora, em 2016, a história se repetiu, ouvi várias vezes: “lá vem o negão com as loucuras dele”. Como é bom ser louco e bem informado, estudar a história de um povo e suas tendências, coisas que muitos imigrantes não fazem, apenas se preocupam com a cotação do dólar em relação ao Brasil e não procuram saber das coisas da terra que escolheram para morar. A vitória de Donald John Trump, não foi só a derrota das pretensões dos democratas de continuarem na Casa Branca por mais 4 anos, também foi a derrota do politicamente correto de políticos que dizem uma coisa, jogam para a galera dizendo o que o povo quer ouvir, mas na realidade após a vitória farão outras coisas. O povo americano não se deixou levar pelo canto de sereia da candidata democrata nascida em Illinois, ex-secretária e senadora por New York e ex-primeira dama, mais uma posição de “ex” no currículo, o povo cansou de falsas promessas em vários países do mundo e nos EUA não podia ser diferente. Aí está a prova, venceu aquele que falou com a voz do coração, dizendo o que pensava. Certo ou errado, era o que ele sentia e verbalizou. Um dos melhores presidentes dos EUA foi o ator cowboy, Ronald Wilson Reagan, que anistiou imigrantes e botou o país de volta nos trilhos. O carismático e culto Barack Husseim Obama, fez uma boa administração, mas foi na sua gestão que ocorreram os maiores números de deportações de imigrantes, as guerras não pararam, portanto não seria a candidata deles que mudaria o quadro futuro em prol da imensa nação de imigrantes em busca da realização de um sonho, porque não o fizeram em oito anos. Nesta eleição foram dois os derrotados: os democratas e as pesquisas. Sempre digo: “a melhor pesquisa é quando as urnas são fechadas, o jogo só acaba após o juiz apitar e pegar a bola”, aí está o resultado: Donald John Trump eleito o 45º presidente dos EUA. Vencidos e vencedores, é hora de pensarmos no bem-estar de todos e deste país que escolhemos para morar criar e formar os filhos, lets go back to work, we have bills to pay, não esqueçam que a lei só existe para os fora da lei. Isso é Bíblico, não tema a lei, você não deve nada. É fácil assistir de sua casa, pescoços sendo decapitados por extremistas, não é o seu. Isso precisa acabar. Já fizemos a  nossa parte, agora é orar e vigiar para que o novo presidente faça um bom, justo e honesto trabalho em prol de todos, sejam ou não eles filhos naturais desta terra de neves, parques e oportunidades, os Estados Unidos da América do  Norte, uma  coisa é fato, nem sempre vence o politicamente correto, a verdade das palavras vindas do coração ecoam mais forte no coração de quem as ouvem e as absorvem. That God Bless América, que Deus abençoe todos os seres humanos, a disputa política acabou e a vida segue.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.