“O melhor é nunca usar absorvente interno”, afirma jovem que contraiu infecção

“O melhor é nunca usar absorvente interno”, afirma jovem que contraiu infecção
16 fevereiro 15:58 2017 Imprimir

absorvente

A estudante inglesa Phoebee Bambury, de 19 anos, desenvolveu a chamada Síndrome do Choque Tóxico, uma complicação que pode levar à morte.

Phoebee Bambury, de 19 anos, estava vivendo uma semana estressante na faculdade quando começou a se sentir doente. Ela atribuiu o mal-estar que estava tendo e outros sintomas a uma exaustão, entretanto, a real causa era uma grave infecção que ela contraiu que poderia ter passado despercebida: um absorvente interno.

A jovem que mora na Inglaterra sofreu a chamada Síndrome do Choque Tóxico (SCT), uma doença rara que pode atingir tanto mulheres quanto homens, mas que a maioria dos casos está associada ao uso incorreto de absorvente interno.

A sorte de Phoebbe é que ela já conhecia o problema de perto. Além de ser estudante de farmácia, duas pessoas próximas a ela já morreram depois de sofrer a SCT. Após associar os sintomas à complicação, a inglesa correu para o hospital.

A inglesa começou com náuseas e vômitos e depois, passou a ter fortes tremores e muita dor nos músculos. Apesar de o namorado acreditar que se tratava apenas de alguma virose, Phoebbe não conseguia tirar a SCT da cabeça. “Eu peguei uma caixa de absorventes e li todos os sintomas. Tudo batia”, afirmou a jovem em entrevista ao site The Sun.

Para que a infecção não avance para complicações que acabam levando à morte , a pessoa deve procurar o mais rápido possível por atendimento médico. Os médicos deram antibióticos e analgésicos a ela, mas a infecção continuou a causar vômitos, febre e inchaço por dias. Ela reteve tanto líquido que chegou a ganhar mais de 3 kg. No total, ficou 12 dias internada.

Nas próprias instruções de uso do absorvente interno há um alerta sobre a SCT. Phoebbe afirma que sempre seguiu corretamente todas as orientações, como não usar por mais de oito horas, mas um sangramento intenso pode ter causado infecção.

O fluxo da jovem, nos dias que antecederam a infecção, durou semanas por conta de um problema ginecológico. O acúmulo de sangue menstrual pode ter feito com que Phoebbe contraísse bactérias.

“O melhor conselho é nunca usar absorvente interno, mas eu sei que muitas mulheres não vão fazer isso”, disse a jovem. “É importante, entretanto, saber dos sintomas para que, no caso de começar a senti-los, ir direto para o hospital. Mesmo que seja só um vírus depois, é melhor chegar para não acabar com uma falência múltipla dos órgãos”.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.