Colômbia apreende 6,1 toneladas de cocaína com destino à Espanha

Colômbia apreende 6,1 toneladas de cocaína com destino à Espanha
06 abril 14:19 2017 Imprimir

cocaina

A Colômbia informou no domingo uma apreensão recorde de cocaína na cidade de Barranquilla: 6,1 toneladas, com um valor estimado de 200 milhões de euros, que seriam enviadas ao porto espanhol de Algeciras, na Espanha, escondidas em sucatas.

O ministro da Defesa, Luis Carlos Villegas, que viajou até Barranquilla para ver de perto a operação, afirmou em coletiva de imprensa se tratar do terceiro maior carregamento da polícia colombiana em sua história.

Segundo um comunicado da polícia, foram confiscados 6.184 quilos de cocaína.

Durante a operação, efetuada na noite de sexta-feira, efetivos antinarcóticos do porto de Barranquilla “descobriram um contêiner com 20 caixas cheias de sucata e aço prensado com pacotes retangulares, os quais eram cloridrato de cocaína”, indica o texto da polícia.

A carga, camuflada neste material pesado, foi descoberta “após seis horas de trabalho duro”, acrescentou.

Villegas afirmou que a companhia que faria a exportação contaminada com a droga já fez outros envios para a Europa, mas até agora não havia percebido a presença de cocaína nos portos de chegada.

Entretanto, “há uma investigação em curso sobre uma exportação recente desta empresa que está em alto-mar neste momento”, declarou.

Villegas destacou o trabalho de Inteligência realizado como parte da ofensiva que o governo de Santos lidera contra o crime organizado.

E recordou que esta grande apreensão foi possível graças à captura, no início de março, de Federico Úsuga, “El Mocho”, sobrinho do chefe máximo do Clã do Golfo, Dairo Antonio Úsuga, “Otoniel”, o criminoso mais procurado da Colômbia.

Segundo a polícia, “Otoniel” encomendou esta tarefa a seu sobrinho ao acusar o segundo do grupo, Roberto Vargas, “Gavilán”, de estar “apropriando-se de rotas e carregamentos de droga para seu benefício pessoal”.

Ao longo do ano, a Polícia Nacional apreendeu 70 toneladas de cloridrato de cocaína em todo o território, e 15,8 toneladas no Caribe, segundo o comunicado.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.