Cinco empresários das maiores construtoras do Peru são detidos pelo caso Odebrecht

Cinco empresários das maiores construtoras do Peru são detidos pelo caso Odebrecht
07 dezembro 13:00 2017 Imprimir

Um juiz ditou na segunda-feira uma ordem de 18 meses de prisão preventiva contra cinco empresários peruanos associados à construtora brasileira Odebrecht no segundo e terceiro trecho da rodovia Interoceânica Sul. O juiz ordenou a prisão domiciliar de um dos diretores, internado em uma clínica para tratamento de câncer.

“O Peru testemunhará se a Justiça trata com o mesmo critério todos os cidadãos no país”, disse na manhã de domingo o promotor do caso, Hamilton Castro, ao pedir ao juiz a prisão preventiva de cinco empresários das maiores construtoras peruanas que formaram um consórcio com a Odebrecht. Dezesseis horas mais tarde, o juiz Richard Concepción Carhuancho emitiu uma ordem de captura para quatro deles, incluindo Graña Miró Quesada.

Castro, que comanda a equipe anticorrupção a cargo das investigações sobre o pagamento de propinas da Odebrecht, quis evitar que Graña e outros quatro executivos das construtoras JJ Camet Contratistas Generales e Ingenieros Civiles y Contratistas Generales (ICCGSA) abandonassem o país, como ocorreu com o empresário Gustavo Salazar, ex-presidente do Clube Regatas, que tinha recebido dinheiro da construtora como intermediário de um governador regional. Graña e sua família possuem 11% das ações do Grupo El Comércio, dono do jornal El Comércio, juntamente com outros 167 acionistas, segundo uma investigação do site jornalístico Ojo Público.

O juiz emitiu a ordem de busca e captura para os investigados pelos delitos de conluio agravado e lavagem de ativos, já que as empresas peruanas, juntamente com a gigante brasileira, supostamente pagaram 15 milhões de dólares (49 milhões de reais) em propinas ao ex-presidente Alejandro Toledo para a concessão da construção de dois trechos da rodovia Interoceânica Sul, que une a costa do Peru com o oeste do Brasil.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.