New Jersey concederá licenças à empresas para trabalhar com maconha medicinal

New Jersey concederá licenças à empresas para trabalhar com maconha medicinal
06 junho 18:32 2019 Imprimir

New Jersey está à procura de empresas para operar até 108 novos negócios de maconha medicinal. A Secretaria de Estado da Saúde anunciou segunda-feira, que os pedidos de novas licenças estarão disponíveis em 1º de julho e devem ser enviados até 15 de agosto.

Isso marca a primeira vez que o estado emitirá licenças separadas para produtores, processadores e comerciantes. O estado licenciará até 38 empresas de maconha na região norte do estado, até mais 38 na região central e 32 na região sul. Dessas 108 licenças, o estado quer até 24 produtores, 30 processadores e 54 comerciantes. O número de candidatos a centros de tratamento alternativo (ou ATC), assim como as necessidades de cada região, baseia-se na avaliação da necessidade de pacientes, bem como da população geral do estado e de suas regiões, segundo a Secretaria de Saúde. .

“Estamos em um ponto em que os pacientes não podem mais esperar por uma terapia acessível e de fácil acesso. Este aplicativo permite que as empresas se especializem para aumentar os produtos médicos em nosso estado “, disse o Dr. Shereef Elnahal, comissário de saúde de Nova Jersey. Atualmente, New Jersey possui seis empresas em funcionamento de maconha medicinal, e todas elas produzem, processam e vendem maconha em seu local de negócios. Seis outros fornecedores foram selecionados no ano passado, mas ainda não estão licenciados.

Em março de 2018 , o estado acrescentou cinco doenças adicionais à lista de condições médicas que se qualificam para pacientes para obter maconha medicinal. Posteriormente, em janeiro de 2019, o Departamento acrescentou mais uma condição: o distúrbio do uso de opioides. Desde a adição dessas condições, que incluem dois tipos de dor crônica, ansiedade, enxaqueca e síndrome de Tourette, o programa acrescentou 30.000 novos pacientes, elevando o total atual de pacientes para 47.500, de acordo com autoridades de saúde estaduais.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.