Médico russo mata, desmembra e cozinha mulher por ela ser transexual

Médico russo mata, desmembra e cozinha mulher por ela ser transexual
13 junho 19:03 2019 Imprimir

Um crime bárbaro chocou os moradores da cidade de Kursk, Rússia. O médico Mikhail Tiknov, 27 anos, matou, desmembrou e cozinhou parte do corpo de Nina Surgutskaya, 25, após descobrir, na hora do sexo, que ela era transexual. Segundo informações da polícia, os dois saíram à noite e, logo depois, foram para o apartamento dele.

Durante o atual sexual, ele percebeu que Nina tinha feito uma cirurgia de mudança de sexo. Neste momento, ele começou a estrangular a jovem. Para encobrir o crime, desmembrou o corpo, segundo depoimento à polícia revelado pelo Daily Mail. O assassino deu descarga em algumas partes e levou outras ao forno para tirar o excesso de líquido.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.