Cruzeiro é absolvido na Fifa em ação movida pelo Al Jazira por Thiago Neves

Cruzeiro é absolvido na Fifa em ação movida pelo Al Jazira por Thiago Neves
04 julho 18:58 2019 Imprimir

O Cruzeiro foi absolvido pela Fifa em uma ação movida pelo Al Jazira, dos Emirados Árabes, envolvendo o meia Thiago Neves, que saiu daquele país para defender a Raposa em janeiro de 2017. A informação, inicialmente divulgada pelo portal O Tempo, foi confirmada pelo GloboEsporte.com. Segundo a assessoria de comunicação do Cruzeiro, a decisão da entidade superior do futebol foi tomada nesta segunda-feira.

Em novembro de 2017, os árabes foram à Fifa cobrar uma indenização, argumentando que o contrato entre o Al Jazira e o atleta, que era válido até 2018, foi rescindido de forma unilateral, ou seja, com o interesse apenas do jogador. O clube árabe alega, ainda, que a rescisão foi sob indução do Cruzeiro, ou seja, “forçada”. Pelo que apurou a reportagem, o valor pedido pelos árabes na indenização era de 9 milhões de euros (R$34 milhões pela cotação da época).

A absolvição no caso chega como um respiro para o Cruzeiro em meio a notícias tão conturbadas nos bastidores. A Polícia Civil de Minas Gerais instaurou inquérito para apurar denúncias sobre falsificação de documento particular, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro de integrantes da diretoria do Cruzeiro.

Em campo, o time também não vai bem. Antes da pausa no calendário do futebol brasileiro para a Copa América, o Cruzeiro completou nove jogos seguidos sem vencer, com quatro empates e cinco derrotas. Nesta segunda-feira, perdeu jogo-treino para o América-MG por 2 a 1, na Toca da Raposa.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.