Grupo suspeito de traficar jovens brasileiras é preso na Coreia do Sul

Grupo suspeito de traficar jovens brasileiras é preso na Coreia do Sul
03 outubro 18:33 2019 Imprimir

Cinco homens foram presos na Coreia do Sul por forçarem jovens brasileiras a se prostituírem no país. Eles haviam convencido as mulheres — com idades entre 20 e 30 anos — a viajarem para Seul para se tornarem estrelas do K-pop. A denúncia foi publicada pelo jornal sul-coreano The Korea Times.

Segundo a publicação, os suspeitos entraram em contato com sete brasileiras no mês de julho por meio de redes sociais e pagaram suas passagens de ida à Coreia do Sul. Ao chegarem no país, as jovens tiveram seus passaportes confiscados e foram mantidas em cárcere privado nas cidades de Goyang e Paju, na província de Gyeonggi, nos arredores de Seul. O jornal conta que as brasileiras foram vendidas a bordéis na região por 2 milhões de wons, aproximadamente R$ 13.800,00, cada uma.

De acordo com o The Korea Times, as jovens conseguiram escapar do cativeiro no último 17 de agosto e entraram em contato com a embaixada brasileira na Coreia do Sul. Elas estariam, neste momento, em um abrigo para mulheres migrantes. Em e-mail, o Itamaraty afirma que “acompanha o caso por meio de sua embaixada em Seul e vem prestando assessoria consular às pessoas envolvidas”.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.