The New York Times faz denúncia: Trump propôs que guardas atirasse nas pernas de imigrantes

by Redação | 3 de outubro de 2019 11:59 AM

O presidente Donald Trump sugeriu, há alguns meses, atirar nas pernas dos imigrantes que cruzavam a fronteira com o México irregularmente, de acordo com um artigo publicado terça-feira pelo The New York Times.

O jornal, que citou uma dúzia de funcionários da Casa Branca sob condição de anonimato, falou que em março e abril houve uma reestruturação do Departamento de Segurança Interna, responsável pela política de imigração. Segundo este artigo, Trump, frustrado com o aumento do fluxo migratório na fronteira com o México e com o fracasso das estratégias até então adotadas para detê-los, propôs em particular uma série de medidas heterodoxas. O presidente, por exemplo, propôs complementar o muro na fronteira com um fosso cheio de água e cheio de jacarés e cobras; um projeto para o qual ele até pediu uma cotação de seus consultores, de acordo com o The New York Times.

Nesse contexto, Trump também queria eletrificar a barreira da fronteira ou instalar setas que pudessem perfurar o corpo humano. Foi quando o presidente propôs atirar nas pernas dos imigrantes para que eles não pudessem avançar. Trump já disse em novembro de 2018 que os militares destacados na fronteira estavam autorizados a abrir fogo se fossem atacados por imigrantes que estavam participando de uma caravana de Honduras. Desta vez, porém, o presidente foi mais longe, sugerindo que eles fossem fuzilados simplesmente cruzando a fronteira sem documentos. Segundo fontes consultadas pelo The New York Times, em ambos os casos, os assessores tiveram que esclarecer a Trump que não era permitido atirar nos migrantes. Sua ideia inicial era fechar completamente a fronteira, mas seus conselheiros o convenceram após dias de reuniões que isso era inviável.

Source URL: http://www.brazilianpress.com/v1/2019/10/03/the-new-york-times-faz-denuncia-trump-propos-que-guardas-atirasse-nas-pernas-de-imigrantes/