.
.
HOME PAGE EXPEDIENTE ANUNCIE EVENTOS CLASSIFICADOS VERSÃO DIGITAL EDIÇÕES ANTERIORES BLOG CONSULADOS COTAÇÕES TRADUTOR FALE CONOSCO
Edição 1.575: OPINIÃO SOCIAL PRESS SOCIAL CONNECTICUT LÉA CAMPOS CINEMA CELINA  
.
.
.
Edições anteriores
.
.
 
PREVISÃO DO TEMPO

Léa Campos
leacampos2000@bol.com.br


Newark, NJ . 17 de Maio de 2012.

SEGUNDO DOMINGO DE MAIO

Sempre gostei de fazer a crônica lembrando este dia, principalmente para os que vivem longe dos país.

Para mim, a mãe não deve ser homenageada, deve ser reverenciada todos os minutos que Deus nos permita estar vivo.

Diz o poeta que " ser mãe é padecer no paraíso", não creio que a mãe padeça no paraíso, porque penso que ser mãe é a maior prova de amor de um ser humano, é uma dádiva de Deus poder dar vida a outro ser e acompanhar seu crescimento, seus triunfos e seus tropeços,

A mãe não mede esforços ou sacrifícios para que o filho seja feliz e possa se realizar, o amor, o afeto e os cuidados de mãe são inigualáveis.

Não se compara a nada, e ninguém nos dá o que nossa mãe nos proporcionou toda a sua vida.

Por isso, recalco que devemos dar às mães tudo o que possamos, não importando se temos que sacrificar-nos para agradar essa que desde que nascemos não fez outra coisa que sacrificar-se em favor de nossa felicidade.

Se adoecemos ela sempre está a nosso lado dando-nos carinho e a força que precisamos para nos recuperarmos do mal que nos aflige, ela esconde suas lágrimas enquanto seca nosso rosto das lágrimas de dor.

Me sinto perdida ao fazer esta crônica. É meu primeiro dia das mães sem poder cantar a música Mamãe, que dona Belinha tanto gostava.

Não poderei acordá-la para pedir-lhe a bênção e ao mesmo tempo pedir a Deus que a abençoe.

Perdi minha mãe em dezembro passado e ainda não consigo acreditar que já não vou abraçá-la e beijá-la como sempre fiz.

Já não posso dizer a ela que a amo e ouvi-la dizer que também me ama.

Posso dizer que a amo como faço todos os dias, mas não ouço a resposta, não vejo seu sorriso quando recebe a boneca que lhe dou de presente, minha mãe colecionava bonecas e tem centenas delas no armário (ocupa toda a parede da sala) que foi feito pelo meu irmão somente para este fim.

Sempre que viajávamos ela dizia : " não se esqueça da boneca", e isso foi virando um hábito entre todos que a conheceram e conviveram com ela, que passaram a alimentar a coleção.

Estou triste por não poder abraçá-la, mas ao mesmo tempo me sinto feliz por tê-la tido como mãe, e pelos ensinamentos que transmitiu a mim e aos meus irmãos ao longo de seus 87 anos bem vividos e com muita sabedoria e humildade.

Hoje presto uma homenagem à todas as mães que já não estão fisicamente acompanhando seus filhos, mas que com certeza continuam sendo a guia mestre de todos nós.

Aos que ainda têm suas mães, diga-lhe todos os dias e a todo momento: “Te amo mamãe”, ou peçam a bênção sempre que possam.

Não a vamos ouvir responder, mas nosso Espírito se sentirá mais calmo e feliz cada vez que lembrarmos desses detalhes.

Mãe é uma só. Dizem que uma mãe é para cem filhos e cem filhos não são para uma mãe.

Mamãe, como fiz ao longo de sua vida, quero pedir-lhe a bênção e dizer que apesar da distância entre o céu e a terra, te amo e te amarei até o último dia de minha vida, e quero que guarde meu lugar no cantinho de seu lugar de repouso.

Te amo e espero poder nos encontrarmos um dia na Glória de Deus Pai.

Feliz dia das mães para todas que estão entre nós e a cada uma delas quero dizer te amo.

Informar é um privilégio, informar corretamente uma obrigação.

 
 
.
. .
. .
.
 
leitores online
WebtivaHOSTING | webtiva.com . webdesign da Bahia