Léa CamposNotícias

Léa Campos: Futebol Alegria

0

marta futebol

lea_camposEstamos nos preparando para o 7º Mundial Feminino de Futebol. A partir do dia 06 de junho até 5 de julho estaremos com nossas atenções voltadas para o Canadá onde será realizado o evento. O Brasil estará presente pela 7ª  vez.

Outros países que estão na competição, desde que a FIFA iniciou esta fase da competição, já que em 1971 o México sediou uma competição mundial da categoria, anunciada como o segundo mundial do futebol feminino e que não
entra no atual ranking da entidade mundial do futebol feminino, são os seguintes:  Alemanha, Suécia, Noruega, Japão,  EEUU e Nigéria.

O atual campeão mundial é o Japão, que em 2011 mostrou sua garra e sua luta para aliviar um pouco a dor dos japoneses pelo tsunami que ocorreu pouco antes da Copa , tendo a Alemanha como anfitriã. O Japão decidiu o título com os Estados Unidos ganhando na cobrança de penalidades máximas depois de um empate de 2×2.

O choro das meninas ao erguerem a taça não foi apenas pelo triunfo e sim pela alegria de poder minimizar um pouco a dor de seus patrícios. O Brasil não conseguiu ainda levatar a taça de  campeão. Em  2007 conseguimos a medalha de vice campeão, a Alemanha, antes, em 1999 EEUU obtivemos o  3º lugar .

Continuo reclamando da falta de apoio oficial dado ao futebol feminino no Brasil, somos ou pelo menos éramos o “País do Futebol”, temos 5 títulos no futebol masculino e poderíamos levar a seleção feminina ao mesmo patamar. Falta vontade política  do governo e dos responsáveis pelo esporte no Brasil no caso a CBF. Creio que nossos dirigentes sentem medo de apoiarem as meninas e perderem espaço no futebol masculino.

Temos o material humano para sermos os melhores do mundo no futebol feminino, para isso basta mencionar o triunfo de Marta que por 5 anos consecutivos foi eleita a melhor jogadora do mundo. Os títulos disputados até hoje estão assim distribuídos: em 1991 EEUU levou a taça; em 1995  a Campeã foi a Suécia , em 1999 novamente Estados Unidos, 2003 e 2007 foi a vez da Alemanha e em 2011 o Japão com muita garra e determinação se sagrou Campeão Mundial.

Nosso maior problema é que nossas meninas não jogam juntas, somente em eventos a nível mundial, o que dificulta, os amistosos são poucos e por isso não conseguimos ter hegemonia no time, é mais a garra de cada jogadora que faz com que consigamos nos mostrar, mas poderíamos fazer muito mais. Temos que unir a qualidade de cada uma para criar um conjunto que possa fazer frente positivamente nos encontros que temos. O caminho é largo, mas se nos unirmos em torno do objetivo poderemos chegar onde pretendemos. PRA FRENTE MENINAS, NOSSO APOIO E NOSSOS CORAÇÕES ESTARÃO SEMPRE COM VOCÊS.

Informar é um privilégio, informar corretamente uma obrigação.
Léa Campos


Social Press . 21/05/2015

Previous article

Francisco Sampa: A violência nossa de cada dia

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Léa Campos