Léa CamposNotícias

Léa Campos: Fazendo História

0

mineirinho surf

O Brasil está fazendo história no surf. “Mineirinho” acaba de conquistar o Mundial de Surf.
No ano passado, Gabriel Medina provou que o surf era possível ao enfrentar e vencer as feras do mundo desse esporte considerado de elite.
Adriano Souza, o “Mineirinho” ou “Capitão Nascimento”, dado seu estilo sério e determinado, acostumou a romper barreiras e sempre foi apontado como o surfista que daria ao Brasil o tão sonhado título mundial.
A façanha veio no ano passado com Medina, com um triunfo que provou que o sonho era possível.
Dia 17 foi um dia com mesclas de tristezas e alegrias para o brasileiro, de um lado vimos como uma entidade que deveria zelar pelo país desrespeitou e rasgou nossa Carta Magna. Por outro lado vimos nosso “Mineirinho” superar suas próprias expectativas, com direito a uma vitória inédita para o Brasil na famosa etapa Pipeline, última parada do Circuito Mundial do ano que termina.
Adriano conquistou o Pipe em final com Gabriel que derrotou Fanning nas semifinais.
Adriano assegurou o título depois de bater Mason Ho e terminou com a taça de Pipeline ao vencer o compatriota Medina na final.
Nem seria preciso vencer o Pipe Master para assegurar seu primeiro título.
Mineirinho foi carregado por torcedores brasileiros que estavam no Havaí, e dedicou seu primeiro título ao amigo Ricardo dos Santos assassinado no início do ano e também ao irmão que comprou sua primeira prancha.
O Guerreiro do Guarujá voltou ao mar e fechou a temporada com a vitória na “meca” do surf.
Numa decisão brasileira entre os campeões de 2014 e 2015, Mineirinho desbancou Medina e ainda levou a taça da última etapa do ano.
“Basicamente eu estava buscando o troféu do título mundial, mas é um bônus ser campeão de Pipeline.
Não tenho palavras, sou um abençoado por Deus, é fantástico ser campeão, estou feliz em finalizar o dia bem e quero dizer, muito obrigado a todos os brasileiros. É sou campeão”, disse Mineirinho tocado por sua emoção.
Gabriel Medina ficou com a Tríplice Coroa Havaiana. Medina não saiu de mãos vazias. O surfista de Maresias, que fez história no ano passado como o primeiro brasileiro campeão do mundo no surfe, levou a Tríplice Coroa, competição que reúne os três principais eventos do ano no Havaí, sendo duas válidas pelo QS (divisão de acesso), em Haleiwa e Sunset Beach, e a última pelo CT (elite), em Pipeline.
O Brasil precisa valorizar esses heróis das ondas, a vida deles está sempre em risco, mas a adrenalina os leva a fazer manobras que assustam até os mais veteranos.
Parabéns a Mineirinho e Medina, por estarem sempre ondeando nossa bandeira com honra, nos enchendo de orgulho.

FELIZ NATAL COM SAÚDE, PAZ E AMOR, E QUE EM 2016 POSSAMOS FAZER DE NOSSO PAÍS A PÁTRIA DE TODOS OS BRASILEIROS.

Informar é um privilégio, informar corretamente uma obrigação.

Léa Campos


Social Press . 24/12/2015

Previous article

Fato Policial by Roger Costa . 24/12/2015

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Léa Campos