Léa Campos

Léa Campos: Não Somos só Futebol

0

Lea judo femininoO futebol feminino chama a atenção pela proibição anterior e por picuinha e medo dos mandatários do esporte que já foi Rei no Brasil.

Depois de tanta decepção com os homens-deuses do futebol no Brasil, os chefões do futebol nutrem certo temor em apoiar as meninas, pois sabem que se sem apoio elas fazem miséria dentro de campo, com apoio serão melhores ainda.

Entretanto, temos que voltar nossos olhos para outras categorias nas quais as meninas expõem sua integridade física, podendo chegar até morte, e quase sempre sem apoio financeiro lutam para manter o nome de nosso país em evidência positiva, embora o governo lute desesperadamente para nos colocar em ridículo perante o mundo, mas se Deus é realmente brasileiro, as coisas mudarão com certeza.

O Judô feminino do Brasil é destaque nos tatames onde se apresenta, vencendo verdadeiras feras no judô, independentemente da nacionalidade das adversárias.

Para representar o Brasil nas Olimpíadas Rio 2016, nossas meninas terão que pontuar nas três últimas competições que faltam: dia 06 de maio, amanhã, irão a Baku (Azerbaijão), onde disputarão o Grand Sland, dia 13 será a vez do Grand Prix em Amatyno no Cazaquistão e o último desafio será dia 27 de maio, o Masters em Guadalajara, México.

Dia 30 do corrente mês a Confederação Brasileira de Judô anunciará a delegação que nos representará no Rio 2016, neste dia fecha-se o ranking e este é o critério para avaliar nossas atletas.

Nossa delegação está praticamente formada com Sarah Menezes (48kg), Érika Miranda (52kg), Rafaela Silva (57kg), Mariana Silva (63kg), Maria Portela (70kg), Mayra Aguiar (78kg) e Maria Suelen (+ 100kg).

É de vital importância que nossas meninas pontuem nas últimas competições para tentarem ser cabeças de chave que encurtará o caminho em busca do ouro.

Na última publicação, o ranking mostrou a seguinte classificação: Sarah e Erika estão na terceira posição, Rafaela em 12º, Mariana Silva em 13º, Maria Portela em 17º, Mayra Aguiar ocupa a 4ª posição e Suelen em 12º.

São competições individuais onde o que conta é a destreza de cada uma.

Informar é um privilégio, informar corretamente uma obrigação.

Léa Campos


Social Press . 05/05/2016

Previous article

Susan Clayre: ‘É primavera … Te amo …’

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Léa Campos