BrasilNotícias

Financial Times elogia decisão do STF sobre habeas corpus de Lula

1

O jornal britânico Financial Times publicou hoje em seu site um artigo em que louva o julgamento do STF que negou habeas corpus preventivo ao criminoso Lula.

“Luiz Inácio Lula da Silva tirou milhões da pobreza em seus dois mandatos como presidente do Brasil. O herói dos trabalhadores também comandou o governo mais corrupto da história de seu país –segundo um de seus próprios ministros. Na noite de quarta-feira, o sr. Lula da Silva  recebeu seu castigo quando a Suprema Corte rejeitou seu recurso para evitar a cadeia depois de ter sido condenado por corrupção.” O FT também diz que a decisão marca a “triste e ignominiosa queda de um político notável”, mas também mostra que ninguém está acima da lei.

Repercussão mundial

Os principais jornais ao redor do mundo estão repercutindo a derrota na Suprema Corte que deixou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mais perto da prisão da Lava-Jato. Os veículos chamam atenção para o possível encarceramento do petista após a rejeição do habeas corpus preventivo no qual ele pedia para exaurir recursos a todas as instâncias em liberdade.

O norte-americano “The New York Times” lançou ao ar em seu portal a manchete: “Ex-presidente brasileiro, ‘Lula’, pode ser preso, decide Corte”. O tradicional jornal afirmou que o julgamento do habeas de Lula “forçou os juízes a enfrentar uma questão com implicações de longo alcance para muitas outras figuras poderosas enredadas na investigação de corrupção em grande escala conhecida como Lava Jato, incluindo o atual presidente, Michel Temer: Em que ponto do processo de apelação pode o réu ser preso?”

O jornal ressaltou que a Corte deu “sua resposta” à questão: decidiu manter o status quo, “em que condenados podem ser encarcerados após decisões de segunda instância”. “Com a decisão nas mãos, é esperado de Sérgio Moro, o juiz federal que conduziu as investigações contra Lula, que expeça um mandado de prisão contra o ex-presidente em questão de dias”.


Brasileiro foi alvo do novo assessor de Donald Trump no passado

Previous article

N.J. pode tornar mais difícil para as crianças não vacinar por razões religiosas

Next article

You may also like

1 Comment

  1. SINTETIZANDO PORQUE LULA É O MAIOR DA HISTÓRIA

    DATAFOLHA -Lula encerra mandato com melhor avaliação da história
    OPINIÃO PÚBLICA – 20/12/2010
    O presidente Lula encerrará seu mandato na Presidência da República no auge de sua popularidade. Após sete anos e 11 meses de governo, 83% dos brasileiros adultos avaliam sua gestão como ótima ou boa – com isso, repete a marca de outubro, a mais alta já alcançada por um presidente na série histórica do Datafolha. A fatia dos que veem seu governo como regular é de 13%, enquanto 4% consideram-no ruim ou péssimo.

    FHC entrou o Brasil era 8ª economia mundial e quando saiu 15º.Lula pegou o Brasil 15º e quando saiu deixou em 6º… Lula nos deixou “brigando” com a França(5º) e superando a Inglaterra que estava em 6º… Projeções indicavam que ultrapassaria a França em 2014 e a Alemanha em 2020…e pertinho do primeiro mundo!

    Segundo dados do Banco Mundial, o PIB do Brasil passou, em 11 anos ( Governos Lula e parte da Dilma) de US$ 504 bilhões em 2002, para US$ 2,2 trilhões em 2013. Nosso Produto Interno Bruto cresceu, portanto, em dólares, mais de 400% em dez anos, performance ultrapassada por pouquíssimas nações do mundo. ; os Estados Unidos o fizeram em menos de 80%, de pouco mais de US$ 10 trilhões para quase US$ 18 trilhões.

    Em pouco mais de uma década, passamos de 0,5% do tamanho da economia norte-americana para quase 15%. Devíamos US$ 40 bilhões ao FMI, e hoje temos mais de US$ 370 bilhões em reservas internacionais. Nossa dívida líquida pública, que era de 60% há 12 anos, está em 33%. A externa fechou em 21% do PIB, em 2013, quando ela era de 41,8% em 2002. E não adianta falar que a dívida interna aumentou para pagar o que devíamos lá fora, porque, como vimos, a dívida líquida caiu, com relação ao PIB, quase 50% nos últimos anos.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Brasil