ComunidadeDestaquesNotícias

EUA: Nova contagem revela mais de 5.400 crianças separadas dos pais na fronteira

0

O número agora revelado fica bem acima do que era conhecido. Segundos os advogados da associação de direitos civis ACLU, os novos números incluem 1.556 crianças separadas dos pais entre julho de 2017 e junho de 2018, totalizando assim 5.460 casos.

Por causa das deficiências no sistema de acompanhamento, é difícil encontrá-las. Segundo o New York Times, voluntários da ACLU continuam à procura de algumas delas e dos seus pais num trabalho feito porta-a-porta na Guatemala e nas Honduras, uma vez que o governo considera não ter capacidade para fazer esse trabalho. Dessas 1.556 crianças, 207 tinham menos de 5 anos. Cinco eram bebés com meses de vida, 26 tinham um ano, 40 tinham dois anos e 60 tinham 4 anos. “É chocante que 1.556 novas famílias, incluindo bebés e crianças pequenas, se juntem a milhares de outras já destroçadas por esta política ilegal e desumana”, afirmou Lee Gelernt, jurista da ACLU ao New York Times, acrescentando que algumas dessas famílias “podem nunca vir a recuperar” deste sofrimento.

A política de retirar as crianças da guarda dos seus pais ou tutores foi contestada em tribunal, que deu razão aos queixosos, ordenando à administração norte-americana o fim desta prática a partir de junho de 2018, salvo em casos excecionais de ameaça à segurança dos menores ou em caso de dúvidas sobre se os adultos são realmente os pais. Mas apesar desta ordem judicial, os EUA separaram mais 1.090 crianças dos pais a seguir a essa data. A ACLU enumera vários casos de abusos desta política, com famílias separadas por causa de delitos menores, como contravenções de trânsito.


Traficantes de droga usam serras para abrir buracos no muro dos EUA com o México

Previous article

Horror: Criminosos matam mulheres, crianças e bebês americanos em emboscada no México

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Comunidade