EsportesNotícias

Cruzeiro tem primeiras reuniões com Fábio, Dedé e Ariel Cabral para definir futuro do trio

0

Nesta terça-feira, o Cruzeiro deu passos iniciais para decidir o futuro de Fábio, Dedé e Ariel Cabral. Integrantes do departamento de futebol do clube se reuniram com os agentes dos três jogadores na Toca da Raposa.

Para que sigam no Cruzeiro em 2020, os três precisam de uma readequação salarial. E as conversas iniciais foram neste sentido, já que todos eles recebem bem acima dos R$ 150 mil estabelecidos inicialmente pela diretoria como teto salarial. O valor foi flexibilizado, mas não haverá muitas exceções, já que a expectativa é de que a folha mensal não ultrapasse os R$ 5 milhões.

O Cruzeiro saiu muito otimista da reunião que teve com Dedé e com o representante dele. Segundo o próprio clube, o zagueiro demonstrou muita compreensão com o momento financeiro. O jogador, que tem contrato até dezembro de 2021, desperta interesse do Vasco. Em entrevista rápida na Toca da Raposa, Giuliano Aranda, empresário de Dedé, desconversou: “Pelo momento que vive o Cruzeiro, os contatos, as consultas, as informações… Este é o nosso trabalho. Isso que a gente pode falar”.

Em relação a Ariel Cabral, que tem vínculo até dezembro deste ano, o clube deu algumas alternativas ao jogador, levando em consideração a situação financeira: rescisão contratual, empréstimo ou redução salarial. Após a reunião, o argentino conversou com o agente dele, Rodolfo Baquet. O volante está na Toca da Raposa desde 2015 e perdeu muito espaço, especialmente no ano passado.

O Cruzeiro também confirmou oficialmente uma reunião inicial com Neco Cirne, empresário do zagueiro Manoel, como já havia adiantado o GloboEsporte.com. O clube tem interesse em contar com o defensor no elenco, mas, assim como os demais, ele precisará de uma readequação salarial. O contrato dele com a Raposa vai até dezembro deste ano, assim como o de Fábio.


Segue a novela: disputado por Atlético-MG e Fluminense, Allan se reúne com direção do Galo em BH

Previous article

Ghosn acusa Nissan de conluio com a Justiça japonesa

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Esportes