ComunidadeDestaquesNotícias

Um dia após EUA desclassificar Brasil como emergente, Bolsonaro exalta Donald Trump

0

A Casa Branca publicou uma decisão nesta segunda-feira (10), retirando o Brasil e outros 20 países da lista de economias que contam com certos privilégios por seu status de país em desenvolvimento.

A mudança facilita o que se chama de investigação de direito compensatório, que pode punir países que lançam mão de subsídios comerciais considerados injustos. Além do Brasil, estão na lista cerca de outros 20 países como China, Argentina, África do Sul e Índia.

Nesta terça-feira (11), o presidente Jair Bolsonaro elogiou o presidente americano Donald Trump por “atender” aos imigrantes latinos. “Por que o Trump é tão criticado pela imprensa dos Estados Unidos? O cara diminuiu desemprego, melhorou economia, atendeu aos latinos que já estão lá”, disse o presidente a apoiadores que o aguardavam na saída do Palácio da Alvorada. “Notícia boa, a imprensa não vende? Será que é isso?”, questionou o presidente brasileiro.

Resultado de imagem para trump bolsonaro

Apesar dos elogios, Bolsonaro não quis comentar a retirada do Brasil da lista dos Estados Unidos de países em desenvolvimento, o que garantia privilégios comerciais, publicada nesta segunda-feira. Ao ser questionado pela imprensa sobre o tema, Bolsonaro foi embora. A decisão faz parte de um acordo costurado pelo presidente brasileiro para conseguir apoio dos americanos para o ingresso do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Desde a eleição, Trump endureceu o discurso contra a entrada de imigrantes nos Estados Unidos. No final de janeiro, o governo dos EUA cobrou uma ação mais “agressiva” por parte do Brasil para conter o fluxo de imigração ilegal para o país, logo após remeter a Minas Gerais um voo com cerca de 70 brasileiros deportados, parte deles transportados algemados. Na última sexta-feira (7), chegaram a Belo Horizonte outros 130 brasileiros deportados. As deportações atuais fazem parte de novo entendimento entre os governos do Brasil e dos Estados Unidos, que facilita o procedimento de saída de imigrantes considerados ilegais do país.

*Com informações do Estadão e do UOL Notícias

Resultado de imagem para trump bolsonaro


Sem dinheiro, família rondoniense não sabe como voltar para casa após deportação dos EUA

Previous article

Número de estupros contra mulheres deportadas pelos EUA aumentou 134%, diz relatório

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Comunidade