MundoNotícias

6 países que reabriram o comércio e recolocaram medidas de quarentena

0

Depois de enfrentar semanas de lockdown por causa do novo coronavírus, com escolas e comércios fechados e restrições para pessoas e carros nas ruas, alguns países afrouxaram regras, permitindo a reabertura de negócios. Ao menos seis países voltaram atrás e recolocaram regras de isolamento social após um período de isolamento rígido.

China

No país onde o primeiro caso da doença pelo novo coronavírus foi reportado e onde primeiro foi imposto o lockdown, novas medidas de proteção foram impostas após aumento de casos. Após Wuhan entrar em lockdown em janeiro e outras regiões do país serem fechadas em fevereiro, o governo chinês começou a flexibilizar as regras de quarentena após observar, em março, desaceleração no número de novos casos diários, que caíram para 200 ou menos. Já Wuhan reportou na última semana seis novos casos após passar 35 dias nem registrar casos. Por enquanto, o lockdown não foi novamente imposto à cidade. Covid-19 na China: Após aumento de casos, Wuhan planeja testes em massa para coronavírus

Coreia do Sul

Após semanas de baixos números, com dez ou menos novos casos, a Coreia do Sul viu, em 9 de maio, 34 novos casos. A alta na contaminação coincidiu com a reabertura dos bares no país. Pessoas compram máscaras em Seul, capital da Coreia do Sul: cidadãos desenvolveram app para monitorar o surto de coronavírus.

German bars and restaurants reopen | All media content | DW ...

Alemanha

Após flexibilizar algumas regras nacionais, com reabertura gradual de escolas, serviços religiosos, áreas de recreação e museus, além de alguns tipos de comércios, a Alemanha viu aumento de casos na última semana nos estados de North Rhine-Westphalia e Schleswig-Holstein. Isso fez com que o governo limitasse a movimentação da população nessas regiões e intensificasse os testes.

Irã

O Irã foi um dos primeiros a registrar uma situação grave na pandemia, ao lado da Itália. Os casos vinham caindo desde o começo de maio, se estabilizando em 800 por dia, mais ou menos. Contudo, na última semana voltaram a subir, com 1.700 casos registrados em um único dia.

Arábia Saudita

Em lockdown desde 29 de março, a Arábia Saudita flexibilizou suas regras em 24 de abril, antes de começar o período religioso do Ramadã, sagrado para os muçulmanos. Pessoas puderam voltar às ruas e alguns shoppings foram reabertos. Como resultado, em 3 de maio foram 1.600 novos casos e eles vêm aumentando na última semana. Assim o governo local espera, em 23 de maio, quando acabar o mês sagrado do Ramadã, retomar as regras rígidas de isolamento. Mercado de Petróleo: Arábia Saudita tirou de circulação o equivalente a duas vezes a produção diária do Brasil

Líbano

Com o lockdown, o Líbano viu poucos novos casos por dia desde o meio de abril, com dez casos ou menos por dia. Em maio, contudo, após sair do lockdown, casos voltaram a passar dos 30 por dia. Agora, o país voltou a impor um período de lockdown, ainda que curto: apenas quatro dias. Assim, foi apenas uma semana de regras flexíveis no país, quando restaurantes, bares, salões de beleza e centros religiosos foram reabertos.


Governador de NY diz que mais uma região pode reabrir

Previous article

Imigração luta para se manter por não emitir vistos e Green Cards e declara que aumentará as taxas

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Mundo