ComunidadeDestaquesNotícias

EUA pede que família Bolsonaro fique de fora da eleição americana

0

Na última segunda-feira (27), a Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Estados Unidos defendeu, nas redes sociais, que a família Bolsonaro precisa ficar “de fora” das eleições americanas deste ano. A manifestação foi assinada por Eliot Engel, presidente da Comissão.

A publicação foi feita após o deputado federal Eduardo Bolsonaro publicar um vídeo no Twitter “Trump 2020”, se referindo a corrida eleitoral. Uma das cenas do vídeo mostra o encontro do seu pai, o presidente Jair Bolsonaro, e o presidente americano. No Twitter do Comitê, Eliot classificou a atuação do deputado com relação aos EUA como “vergonhoso e inaceitável”. “Já vimos esse manual antes. É vergonhoso e inaceitável. A família Bolsonaro precisa ficar de fora das eleições nos EUA”, repreendeu.

Não é de hoje que a família Bolsonaro demonstra apoio a Trump, que já criticou o Brasil diversas vezes, principalmente com relação a atuação de Bolsonaro na pandemia do coronavírus. Ainda assim, o próprio Bolsonaro, que já havia se declarado publicamente fã de Trump, afirmou torcer por sua reeleição. Com o filho Eduardo Bolsonaro não seria diferente. No ano passado, ele chegou a ser cotado para a embaixada do Brasil em Washington por indicação do pai. No entanto, o Senado não demonstrou apoio ao seu nome, fazendo com que o deputado federal desistisse da indicação. O ex-conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, afirmou que, considerando o interesse do Brasil na relação com os americanos, Bolsonaro precisa “abrir linhas de comunicação” com o partido Democrata nos EUA.


Site de traição Ashley Madison faz sucesso entre brasileiros na quarentena

Previous article

Listening and Understanding Those Wounded Souls

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Comunidade