ComunidadeDestaquesNotícias

Imigração terá a solução mais ambiciosa de acordo com proposta de Biden

0

A proposta mais ambiciosa do presidente, divulgada na quarta-feira, é um projeto de lei que outorga status legal e um caminho para a cidadania a quem já esteve nos Estados Unidos antes de 1º de janeiro, cerca de 11 milhões de pessoas, e reduziria o tempo que os membros da família devem esperar fora do país para receber green card.

Com este pacote de medidas, Biden desfaz qualquer crença de que suas políticas seriam semelhantes às do ex-presidente Barack Obama, que prometeu um projeto abrangente em seu primeiro ano, mas esperou cinco anos enquanto acumulou mais de dois milhões de deportações.

Ansiosos por evitar uma enxurrada de migrantes, os assessores de Biden sugeriram que levará tempo para reverter algumas das políticas de fronteira de Trump, que incluem forçar os requerentes de asilo a esperar no México por suas audiências de imigração. O Departamento de Segurança Interna (DHS) disse que a partir de quinta-feira deixará de enviar requerentes de asilo ao México para aguardar suas audiências, mas que os repatriados devem permanecer no mesmo local por enquanto.

“Levará meses para que esteja totalmente montado e operacional em termos de ser capaz de fazer o tipo de processamento de asilo que queremos fazer”, disse Jake Sullivan, conselheiro de segurança nacional de Biden, a repórteres.

O governo silenciou sobre uma moratória de 100 dias às deportações prometida por Biden, embora esteja revogando uma das primeiras ordens executivas de Trump que tornava qualquer pessoa sem permissão nos Estados Unidos uma prioridade para deportação. Susan Rice, chefe do Conselho de Assuntos Internos da Casa Branca, disse que qualquer moratória seria ordenada pelo DHS, não pelo presidente.

Apesar de algumas áreas ainda em discussão, as medidas de Biden deixaram os defensores dos imigrantes mais do que felizes. Greisa Martinez Rosas, diretora executiva do grupo ativista United We Dream, descreveu a proposta como “o projeto de lei mais progressista da história”.

De acordo com a iniciativa, a maioria das pessoas teria que esperar oito anos para obter a cidadania dos EUA, mas os beneficiários do DACA, aqueles com status de proteção temporária após fugirem de países devastados pela guerra e trabalhadores agrícolas, esperariam três anos.

A iniciativa também oferece assistência ao desenvolvimento para a América Central, reduz a carga de 1,2 milhão de casos em atraso nos tribunais de imigração e concede mais vistos para países com baixa atribuição, bem como para vítimas de crimes. A proposta permitiria que membros da família elegíveis esperassem nos Estados Unidos pela entrega de seus green cards, concedendo a eles um status temporário enquanto suas petições são processadas, uma população que Kerri Talbot, do grupo ativista Immigration Hub, estima em 4 milhões.

Filhos adultos solteiros de cidadãos americanos que estão esperando fora do país há mais de seis anos mal estão sendo chamados por seu número neste mês. As esperas são ainda maiores para algumas nacionalidades. Os filhos casados ​​de cidadãos americanos do México estão esperando fora dos Estados Unidos desde agosto de 1996. Na realidade, a aplicação da lei aumentou exponencialmente desde meados da década de 1990 e continuará. A proposta de Biden prevê a instalação de mais tecnologia em travessias terrestres, aeroportos e portos marítimos, e autoriza o Secretário de Segurança Interna a considerar outras medidas. Biden alertou defensores dos imigrantes na semana passada a não esperar pela aprovação antes de 100 dias, disse Domingo Garcia, da Liga dos Cidadãos Latino-Americanos Unidos, que participou de uma teleconferência com o presidente.


Carteiras de habilitação para indocumentados serão emitidas a partir de 1º de maio em NJ

Previous article

Análise: Cochilo único da defesa impede vitória fundamental e maiúscula para o Atlético-MG

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Comunidade