Léa CamposNotícias

Léa Campos: Pobre País Rico

0

Depois de um tempo sem escrever sobre política, que é o que sempre fiz no jornalismo brasileiro, volto a fazer um coluna sobre política por um dever de consciência e de uma cidadã que teme pelo futuro do Brasil, sabendo que o atual presidente brasileiro e seus filhos apoiam tudo que o presidente americano faz ou sugere.

O que aconteceu, aqui nos Estados Unidos dia 6 de janeiro, cobriu a democracia americana com um manto negro, envergonhando aos verdadeiros americanos independente de raça, crença religiosa ou ideologia política. O mundo atual não pode aplaudir o que vimos no Capitólio, seria o máximo da insanidade humana. Antes mesmo das eleições de 03 de novembro, Trump vinha apregoando que haveria fraude e ele sabe porque insistia nesse tema, afinal a eleição dele foi fraudada em 2016, mas Hillary Clinton não teve o respaldo necessário para brigar. Em 2016 ele fez a própria campanha em cima de mentiras, que é o único adjetivo que ele possui, com insultos e ofensas morais à todos, inclusive os republicanos que se postularam à presidência naquele então, atacando as famílias dos mesmos.

Hillary foi atacada pelo ocorrido com Clinton, como se fosse novidade o que o mundo soube e questionada por ele sobre a sexualidade dela, além da ajuda incondicional da Rússia com os tais e-mails. Em política é difícil comprovar fraude, principalmente aqui, onde se permite votar por correio e antecipar o voto. Falar que houve fraude é malhar em ferro frio, além do mais Trump falou e continua falando em fraude, mas não apresentou prova, perdeu todas as demandas interpostas por ele, sua campanha e seus insanos seguidores. Na invasão ao Capitólio, podemos acusar os agressores de tudo, menos de que eles não tinham convicção do que faziam, que para eles era o “Certo”, já que seguiam ordem do chefe que passou quatro anos distorcendo a realidade e que precisou ser banido das redes sociais para não usar seus apoiadores dispostos a matar ou morrer por seu líder, como verdadeiros títeres.

Esses demente, supremacistas brancos e vikings sanguinários são uma bomba de tempo que precisa urgentemente ser desativada. Tememos pelo o que poderá acontecer dia 20, quando Joe Biden tomará posse, pois os odiosos seguidores de Trump, não têm limites. Me causa asco ler alguns comentários de brasileiros, que moram no Brasil, apoiando esses dementes e seu líder. Temo por aquilo que poderá ocorrer no Brasil em caso de uma derrota de Bolsonaro em 2022, já que ele mesmo afirma que no Brasil será pior do que ocorreu aqui. Deus está acima de tudo e com fé e coragem isso não acontecerá. Temos que carimbar nossa fama de povo pacifico, não podemos copiar o que não serve. Se é para repetir o que ocorreu aqui, é melhor não reeleger o atual presidente, apesar das ameaças que vem fazendo.

O POVO É SOBERANO.


Social Press . 22/01/2021

Previous article

Magical Romance, Mystic Traditions & Family’s Affairs

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Léa Campos