EsportesNotícias

Intensidade e busca pelo ataque: Felipe Conceição detalha estilo de jogo que buscará no Cruzeiro

0

O Cruzeiro apresentou, na tarde desta quarta-feira, seu treinador para a temporada do centenário. Felipe Conceição, ex-Guarani, chega com o objetivo principal de levar o time de volta à elite nacional, mas também com a missão de mudar o estilo de jogo apresentado pela equipe nas últimas temporadas. Um pedido especial da diretoria.

O treinador, que fez boa campanha de recuperação na Série B 2020, com o Bugre, e também em 2019, com o América-MG, deixou claro que gosta de montar equipes que jogam pela vitória “o tempo todo”, independentemente de ser mandante. Quer trabalhar com um elenco com essas características.

“O perfil de time que a gente quer montar, é um perfil vitorioso. Perfil de um time que joga pela vitória o tempo todo, seja em casa ou fora. Isso é do meu estilo de jogo”

– O jogador que se encaixar neste perfil, seja ele da base, contratado ou do atual elenco, a gente vai utilizar da maneira possível.

A ofensividade foi uma dificuldade aparente do time do Cruzeiro ao longo de toda a temporada 2020, fosse com Adilson Batista, Enderson Moreira, Ney Franco ou Felipão. Scolari, inclusive, optava por um jogo de maior segurança defensiva.

Sendo assim, para jogar no estilo buscado por Conceição, será preciso mudar muito o atual elenco? O novo comandante acredita que não.

– É lógico que a gente respeita as características dos atletas, mas essa construção de jogo cabe a qualquer perfil de atleta, basta ele estar querendo se adaptar a ele. Eu tenho certeza que os atletas do Cruzeiro vão comprar a ideia e vão se adaptar, porque é uma ideia vitoriosa, já foi demonstrado isso.

Felipe Conceição, apesar de confiar nessa mudança de postura dos atuais jogadores do Cruzeiro, deixa claro que é um processo que vai demorar a ser construído.

– Vamos trabalhar, é um processo, não é de um dia para o outro, e vai ser necessário construir isso novamente dentro do Cruzeiro. Vamos trabalhar nisso desde o primeiro dia de treinamento.

A intensidade, de fato, marcou os melhores momentos da carreira de Felipe Conceição na carreira de treinador. Foi assim nas arrancadas com Guarani e América e também nos bons jogos da curta e tumultuada passagem pelo Bragantino, também em 2020.

Os dois bons trabalhos foram na Série B, que muitos dizem ter um perfil diferente de disputa. Na visão de Felipe Conceição, o futebol moderno exige intensidade e concentração para o sucesso, independentemente da competição.

“O futebol, hoje, é intenso. O futebol moderno exige um jogo de um nível de concentração muito alto. As principais equipes, sejam de Série A ou de Série B, jogam um futebol de intensidade e concentração também”

– Isso que vamos buscar dentro do Cruzeiro: construir isso junto com os jogadores, com a direção e com todos os profissionais e os torcedores.

Felipe terá apenas duas semanas de trabalho com os comandados antes do início do Mineiro, marcado para às 10h (de Brasília) do dia 28 deste mês, contra o Uberlândia, fora de casa. O elenco se reapresentará na Toca da Raposa dia 15, após recesso iniciado no último dia 30.

Além das passagens por América-MG, Guarani e Bragantino, Felipe Conceição também trabalhou no Botafogo, no São Gonçalo e no Gonçalense, todos do Rio de Janeiro. O treinador chega ao Cruzeiro com salário bem inferior em relação à comissão técnica de Luiz Felipe Scolari (inferior cinco vezes menos) e traz auxiliares: Fabrício Vasconcellos (auxiliar técnico), Ronaldo Torres (preparador físico) e Bernardo Lima (analista de desempenho).

 


Medidas para reunificar famílias de imigrantes separadas é lançada por Joe Biden

Previous article

Análise: apático e inoperante, Atlético-MG perde outra das várias chances que o campeonato deu

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Esportes