EsportesNotícias

Raul Plassmann cobra o Cruzeiro por descumprimento de acordo e pede pagamento de R$ 334 mil

0

Depois de Robinho, que acionou o Cruzeiro novamente na Justiça cobrando R$ 3 milhões, agora é a vez do ex-goleiro e um dos maiores jogadores da história da Raposa, Raul Plassmann, informar à Justiça o descumprimento do acordo por parte do clube mineiro.

Segundo Raul Plassmann, o Cruzeiro não realizou o pagamento da quarta parcela (no valor de R$ 24.750) com vencimento na última segunda-feira. Por isso, a defesa do ex-jogador pediu que, pelo descumprimento, o total do valor restante mais o acréscimo de 50% (por causa da multa prevista em acordo) seja paga em 48 horas. O valor total é de R$ R$334.125,00, segundo a defesa.

O Cruzeiro foi procurado pelo ge, mas ainda não se manifestou. Assim que o fizer, a posição do clube será incluída na matéria.

O acordo entre Cruzeiro e Raul foi apresentado em março deste ano, no valor total de R$ 297 mil. O Cruzeiro realizou o pagamento das três primeiras parcelas, mas não efetuou a quarta, segundo a defesa do ex-jogador.

Assim, segundo a defesa de Raul Plassmann, o saldo devedor ficou em “R$222.750,00, bem como da aplicação da multa de 50% no importe de R$111.375,00 incidente pelo descumprimento do acordo”. Dessa forma, o valor total foi para R$334.125,00.

Cruzeiro e Raul Plassmann deram um importante passo para encerrar a discussão na Justiça do Trabalho. Nesta terça-feira, as partes apresentaram e a juíza Flávia Cristina Rossi Dutra homologou acordo, após audiência, entre as partes de R$ 297 mil. São R$ 198 mil de débitos e mais R$ 99 mil de fundo de garantia.

As outras quatro parcelas de R$ 24.750 ainda vencerão. Segundo o acordo, devem ser pagas entre dezembro de 2021 e março de 2022. O valor do fundo de garantia (R$ 99 mil) também deverá ser depositado em quatro parcelas de R$ 24.750 entre agosto e novembro deste ano.

Em setembro do ano passado, o Cruzeiro foi condenado a pagar R$ 400 mil a Raul Plassmann. Ele trabalhava no marketing da Raposa até o começo de 2020, quando foi demitido.

Raul Plassmann, que fez história com a camisa do Cruzeiro entre as décadas de 1960 e 1970, voltou ao clube em 2011, onde ficou ininterruptamente até 2 de janeiro deste ano. Ele foi demitido sob a justificativa de que recebia um alto salário para exercer a função de embaixador no departamento de marketing.

 


Savarino decide com dois gols, e Atlético-MG derrota o Flamengo no Mineirão

Previous article

Em Governador Valadares, MG, Polícia Federal deflagrou operação contra tráfico internacional de pessoas

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Esportes