NotíciasUSA

Escândalos levantam dúvidas sobre o que Obama espera de seu segundo mandato

0

Frustrado no Capitólio e no Oriente Médio, agora assolado por escândalos , o presidente Barack Obama chegou a um ponto apenas seis meses após sua reeleição em que o segundo mandato que esperava ter colide com o que de fato tem. Obama saiu de uma campanha bem disputada em novembro com a confiança renovada de que poderia moldar os próximos quatro anos com uma visão de governo ativista agindo como uma força para o bem da sociedade americana. Mas as polêmicas dos últimos dias reforçaram os temores de um governo intrusivo e também impuseram questões sobre a capacidade de Obama de dominar sua própria presidência.

escandalo obama

Os desafios sublinharam um paradoxo a respeito do 44 º presidente. Ele preside um governo que, para os críticos, parece cada vez mais intrusivo, ditando as escolhas da assistência à saúde , fazendopolítica com a Receita Federal e espionando registros telefônicos dos jornalistas. No entanto, às vezes, Obama parece ser um mero espectador que ocupa o cargo mais poderoso do mundo, fustigado por partidarismo e forças que vão além de seu controle.

Ao anunciar em 15 de maio a saída do diretor interino da Receita Federal, ele retratou a si mesmo como um espectador do escândalo, mas com o poder para realizar mudanças. A discussão com os republicanos sobre o ataque contra os EUA em Benghazi em setembro, alega Obama, é uma questão política descarada. O caso, porém, forçou a Casa Branca a divulgar na quarta e-mails para mostrar que assessores próximos do presidente tiveram pouco envolvimento no seu aspecto mais debatido.

Também segundo seus assessores, Obama não é capaz de forçar o Congresso a aprovar um projeto de lei de controle de armas mesmo modesto. E, em mais um sinal ruim para sua presidência, a matança na Síria desafia a capacidade dos EUA de intervir.

A área mais óbvia para um possível progresso é a imigração , em que os republicanos parecem querer chegar a um acordo para melhorar sua posição com os eleitores latinos. Assessores mantêm a esperança de chegar a um acordo sobre o Orçamento, de ressuscitar o controle de armas e utilizar os poderes executivos para reduzir as emissões de gases-estufa. E Obama poderia moldar as políticas ao colocar sua assistência à saúde em vigor, ao nomear juízes federais e um presidente do Federal Reserva (Banco Central americano) e ao retirar mais soldados do Afeganistão.

Para Obama, a queda acentuada na projeção do déficit, anunciada no dia 14 pelo Escritório de Orçamento do Congresso, serviu como um lembrete de que terminar seu mandato com uma economia mais saudável poderia ser mais importante para seu legado do que os contratempos desta semana.

Ainda assim, os últimos acontecimentos poderiam fortalecer a impressão de uma presidência de Obama que ampliou o alcance do governo para além do que muitos americanos gostariam. E eles podem minar uma ferramenta poderosa da presidência, a capacidade de atrair a atenção pública.


Kerry defende fortalecimento da parceria entre Brasil e EUA

Previous article

Durante perseguição de Newark a Cranbury, 15 motociclistas foram presos

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Notícias