ComunidadeDestaquesNotícias

Apesar da pandemia, 7,6 mil brasileiros foram detidos ao tentarem entrar ilegalmente nos EUA em 2020

0

Mesmo em ano de pandemia, 7.621 brasileiros foram detidos pelos serviços de imigração americanos enquanto cruzavam as fronteiras terrestres dos Estados Unidos sem documentos, para construir uma nova vida no país.

Os dados sobre brasileiros detidos no ano fiscal de 2020 (entre outubro de 2019 e setembro de 2020) foram obtidos na quarta-feira pela BBC News Brasil.

Mesmo sendo uma cifra menor em relação a 2019, quando o número de brasileiros detidos pelo Serviço de Proteção de Fronteiras e Alfândega dos Estados Unidos superou os 18 mil, o número de 2020 é quase 5 vezes maior do que o registrado em 2018, quando 1,6 mil cidadãos do Brasil foram presos nas fronteiras.

Embora seja ainda muito inferior ao contingente de migrantes do México ou da América Central, o fluxo de brasileiros indocumentados passou a preocupar autoridades americanas no final do ano passado.

Segundo Mark Morgan, o chefe do Controle de Fronteiras no país, traficantes de pessoas passaram a ver no Brasil uma população interessante a explorar, dado o aumento na dificuldade de levar ao país nacionalidades mais visadas pelas medidas restritivas do governo Trump.

Anteriormente, brasileiros recebiam uma ordem para se apresentar ao juizado de imigração em uma certa data, mas eram liberados para aguardar no território americano. Na prática, parte desses migrantes jamais comparecia na audiência.

Desde o fim de 2019, o governo brasileiro passou a aceitar que os Estados Unidos fretassem voos para remeter ao Brasil cidadãos detidos na fronteira com o México de maneira expressa, sem esperar o processo de imigração ou de asilo. Esse tipo de deportação, em que brasileiros não têm o direito de se apresentar ao juizado, não era adotada pelos americanos desde 2006.

Os dados preliminares do órgão americano de Patrulha e Controle de Fronteiras mostram que o contexto internacional de pandemia e as restrições impostas pelos Estados Unidos alteraram o perfil dos imigrantes brasileiros e reduziram o fluxo de entrada no país.

Enquanto em dezembro e janeiro do ano passado, o fluxo de brasileiros era contado às centenas por mês, e boa parte deles estavam em família com crianças, como era o caso de Silva, em abril de 2020, apenas 49 brasileiros tinham sido apreendidos na fronteira com o México. Todos eram adultos e estavam sozinhos.

Em números gerais, em abril de 2020, apenas 16 mil pessoas foram encontradas por autoridades americanas tentando migrar ilegalmente, um número considerado extremamente baixo para os padrões de migração da região.


Cada vez mais empresas atrasam o retorno ao escritório nos EUA

Previous article

Google deverá fornecer para a polícia a identidade de quem pesquisar assuntos controversos

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Comunidade