DestaquesNotíciasUSA

Daunte Wright: Manifestantes protestam pelo 3º dia nos EUA após morte de jovem negro em abordagem policial

0

Manifestantes voltaram a protestar e a enfrentar as forças de segurança pelo terceiro dia seguido em Brooklin Center, no subúrbio de Mineápolis, após a morte de um jovem negro de 20 anos durante uma abordagem policial no Minnesota.

A morte de Daunte Wright no domingo (11) ocorreu a cerca de 15 km de onde George Floyd foi morto, em maio do ano passado e durante o julgamento de Derek Chauvin, ex-policial que o asfixiou até a morte. as forças de segurança mais uma vez usaram bombas de efeito moral para dispersar centenas de manifestantes na noite de terça-feira (13), e eles responderam atirando objetos contra os agentes.

Polícia dispersa multidão que protestava em frente ao Departamento de Polícia de Brooklyn Center, no domingo (11), após a mote de Daunte Wright durante uma abordagem policial — Foto: Carlos Gonzalez/Star Tribune via AP

Mais cedo, as famílias de George Floyd e Daunte Wright, devastadas pela dor e revolta, uniram suas forças para pedir o fim da violência policial nos Estados Unidos. “O mundo está traumatizado ao ver outro afro-americano sendo morto”, afirmou Philonise Floyd, irmão de Floyd, durante uma coletiva de imprensa na qual ambas famílias compartilharam a dor por enfrentar o “impensável”. A polícia classificou a morte de Wright como “acidental” e divulgou o vídeo da abordagem, em que a policial que atirou no jovem grita “taser” três vezes, mas saca a sua arma de fogo e atira.

Toussaint Morrison fala aos manifestantes em frente ao departamento de Polícia do Brooklyn Center, que está sob forte esquema de segurança, após a morte do jovem negro Daunte Wright em uma abordagem policial no Minnesota, Estados Unidos, em 13 de abril de 2021 — Foto: Leah Millis/Reuters

O advogado Jeff Storms refuta a versão da polícia. “Acidente é derramar um copo de leite, não é acidente sacar uma arma. Não é acidente apontar uma arma para alguém, nem é um acidente ignorar o fato de que o que você tem na mão não pesa o mesmo que um taser”. Para o ativista Toshira Garraway, a morte de Wright é mais exemplo da brutalidade policial e discriminação sistêmica contra negros. “Queremos que o mundo saiba que esses não são incidentes isolados”, afirmou Garraway durante o protesto. “George Floyd e Daunte Wright são o rosto de centenas de assassinatos aqui no estado de Minnesota”.

Policiais montam guarda do lado de fora do Departamento de Polícia do Brooklyn Center após a morte de Daunte Wright, no estado do Minnesota — Foto: Nick Pfosi/Reuters

Manifestantes protestam no domingo (11) em Brooklyn Center, subúrbio de Minneapolis, após a morte de Daunte Wright durante uma abordagem policial — Foto: Christian Monterrosa/AP

Manifestantes entram em confronto com a polícia no domingo (11) em Brooklyn Center, subúrbio de Minneapolis, após a morte de Daunte Wright durante uma abordagem policial — Foto: Christian Monterrosa/AP

Manifestantes protestam em Minneapolis, no estado americano de Minnesota, contra a morte do cidadão negro Daunte Wright em 11 de abril — Foto: Nick Pfosi/Reuters

Bombas de luz são usadas pela polícia para dispersar a multidão reunida para protestar contra a morte de Daunte Wright, de 20 anos, em 11 de abril de 2021 — Foto: Carlos Gonzalez/Star Tribune via AP


EUA suspendem restrição de entrada a noivos e acompanhantes de menores

Previous article

Bernard Madoff, criador da maior fraude financeira dos EUA, morre aos 82 anos

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Destaques