ComunidadeDestaquesNotícias

Após dois meses de espera, corpo de brasileira que morreu no deserto dos EUA é sepultado

0

O corpo de Lenilda dos Santos, a brasileira achada morta no deserto quando tentava entrar nos Estados Unidos (EUA), chegou ao Brasil e foi enterrado nesta segunda-feira (15) em Ouro Preto do Oeste (RO).

A técnica de enfermagem, de 49 anos, foi encontrada morta no deserto em setembro deste ano. Ela foi abandonada por um coiote (pessoa paga para atravessar imigrantes ilegalmente pelas fronteiras) e amigos, com quem tentava atravessar a fronteira do México para entrar nos EUA.

Corpo Lenilda dos Santos, brasileira que morreu no deserto dos EUA, é velado em Rondônia — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Segundo informações de amigos, por volta das 9h desta segunda-feira, o corpo chegou a Vale do Paraíso (RO), cidade onde Lenilda morava. No local, familiares, amigos e colegas de profissão prestaram homenagens. O corpo foi recebido na praça da entrada da cidade, depois passou em frente ao hospital onde ela trabalhava e na sequência foi levado para ser velado na quadra de uma escola. O corpo será enterrado na cidade vizinha, Ouro Preto do Oeste (RO), distante aproximadamente 37 quilômetros, onde o pai de Lenilda também está enterrado.

Corpo Lenilda dos Santos, brasileira que morreu no deserto dos EUA é velado em Rondônia — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Para a colega de profissão, Francieli Gomes, toda a situação causou dor na família, principalmente a demora para o retorno para casa. “O sentimento agora é de alívio porque a família estava sofrendo demais. Dá um conforto saber que ela está aqui. Ela foi uma grande mulher. Somos de cidade pequena e todos sabem o tanto que ela lutou para fazer enfermagem, do sonho de ir para os Estados Unidos. Tudo sempre em função da família”, comentou.


Embaixador brasileiro nos EUA queixa-se ao NY Times de texto sobre Bolsonaro-Trump

Previous article

Governo do Brasil e SpaceX/Starlink firmarão parceria para monitorar e conectar a Amazônia

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Comunidade