ColunistasFrancisco SampaNotícias

Francisco Sampa: Salve Jorge, festa na sala, futebol na copa e cozinha vazia

1

francisco_sampaEita só se fala no fim  de Salve  Jorge  e  nas Copas  das  Confederações e do Mundo. Enquanto  isso os desmandos nos  3 Poderes é público, notório e irritante. Políticos casuístas  se aproveitam  de certas situações para fazerem seus palanques antecipados, mas o povo, o  maior  interessado,  e o  grande fiscal  destas mazelas que  assolam o nosso país, estão  preocupados   com os grandes eventos  e festas,  competição e curtição, o resto seja lá  como Deus quiser. Na última  semana,  nas redes sociais  choveram críticas  contra  as falhas e gafes  da grande  novelista  Glória Perez  no  folhetim televisivo  Salve  Jorge.  A pergunta que  vem  a estes neurônios ativos,  ocultos por meus cabelos  brancos é a seguinte:  que povo é este que se preocupa  com falhas de  continuidade de uma   cena de   novela e  não  dá a mínima para a roubalheira   do  erário público, da falta de  saúde  pública,   de  segurança  nas  pequenas e grandes cidades, que  vivem um autêntico faroeste  tupiniquim. O Afeganistão é aqui, a nossa   guerra  civil cotidiana e sem  trincheiras morrem mais pessoas  do que  nas   batalhas  convencionais   do   oriente médio   e  em outras partes do mundo.

Mas  não vamos  nos preocupar  com isso,   é o que escuto   nas ruas, afinal em  poucos dias teremos a Copa das  Confederações, o mundo  todo  está de olho  no  Brasil e aí como fica  seu Zé?????   Será que  o papa  hermano argentino  Francisco  dos pobres e  oprimidos  em sua  visita  à cidade maravilhosa trará   bons frutos e  discernimento   a  nosotros  brasilenos? Bem, é   rezar  e esperar para  ver, já que  como está  não pode ficar, a insegurança  pública é um caso de polícia, ops,  eu escrevi polícia,   mas qual polícia?  A que  aí está  e   mal preparada,  mal paga e sucateada…  e a  saúde?  Vai  bem obrigado, leia-se   a dos políticos  e dos  ricos, porque os pobres, estes só Jesus na causa, afinal  para que pobre  quer ter saúde   não é
mesmo?  Talvez para  votar errado e reclamar  duas  coisas  que  nós os pobres fazemos muito  bem:  votamos errado e reclamamos de  tudo.

E a educação? Essa  então,   credo em cruz… para que educar  pobre???  Para eles aprenderem a reivindicar,  ao invés de ficarem pedindo?  Nem pensar. Pobre tem é que pedir e sempre ouvir promessas  vãs de uma elite hipócrita, desonesta e medíocre, gente  que só sabe  usar   o pobre  como laranja  e espremer  até o limite.  Enquanto  isso  nosotros  los pobres   de   marré   deci,  estamos deslumbrados   com  as  copas   que  vêm a caminho  da  pátria amada mãe,  às  vezes gentil, pois é meu povo,  a copa  vem e se vai. Como  ficará  a mesa e as panelas  vazias, as cozinhas sem  comida  de milhares de casas  em todo o Brasil,  as  copas  não  vão encher a barriga de  ninguém,  salvo  de uma pequena porção de  escolhidos  a dedo,  os  amigos   dos poderes vigentes e  “atuantes”. Salve  Jorge   se  foi. A Copa  vem e a  vida segue, enquanto isso, é samba, funk,  forró e sertanejo na grande  balada.   Brasil é festa na sala,  futebol na copa  e  cozinha   de panelas vazias. A todos  acima da linha do Equador  nesta terra de  neves, parque e oportunidades, deixo meu arroxado sampraço  às margens do Atlântico Sul  oxenteeeeeeeeeeeeeee.


Léa Campos: 1/5 e os 2/5 dos infernos

Previous article

Fato Policial by Roger Costa . 23/05/2013

Next article

You may also like

1 Comment

  1. Gostaria que muitos tivesse a oportunidade de ler .Lembrar que a verdade e que poucos sabem o que acontece na vida real.
    Quando pessoas honestas e trabalham e não são reconhecidas.
    Que tem empresas que nãos reconhece a luta de seus colaboradores.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Colunistas