ComunidadeNotícias

Consumo de drogas está fora de controle em Newark

0

Dispara o número de usuários e overdoses de heroína e medicamentos sob prescrição em New Jersey

Roger Costa– No último dia 11 de abril, uma jovem de 21 anos, retornou para sua residência em Toms River, após sua quinta visita ao Centro de Reabilitação na Flórida. Cinco dias depois, policiais encontraram-na morta em um quarto de motel, com uma potente quantidade de heroína nas veias. Esta foi a segunda overdose fatal naquele mesmo dia em Ocean County, uma das cinco na mesma semana, e uma das dez registradas no mês de abril. Ocean County ainda perdeu mais seis vidas no mês seguinte, por overdose de heroína, medicamentos sob prescrição, ou a mistura de ambas. Até este momento, já houve cinco mortes no mês de junho, e na segunda-feira(10), o Condado de Ocean registrou a 52ª overdose fatal este ano, devido ao consumo dessas drogas, apenas uma a menos do que o Condado registrou durante todo o período de 2012.

drogas drugs

Chanelle Beardsley, jovem de 23 anos, em fase de recuperação do vício, residente em Toms River. Segundo ela, em Ocean County, é mais fácil adquirir heroína do que álcool ou maconha. Mas o problema não é apenas em Ocean County, autoridades divulgaram que o uso de heroína tem disparado por todo o Estado. O número de overdoses fatais em 2013 registradas em Cape May County, já ultrapassou o numero do ano passado, de acordo com Kenneth Super, Chefe dos Detetives do Condado. Em Hunterdon County, foram registradas 2 mortes ano passado, e duas registradas até agora em 2013. Os condados vizinhos de Atlantic e Monmouth, estão presenciando os mesmos números do ano passado, mas não é motivo de celebração, disse Christopher Gramiccioni, Procurador de Monmouth.

Relatórios feito ao redor de todo o estado, mostram que o número de pessoas entre as idades de 18 á 25 a procura de tratamento para o vício cresceu em 12% entre 2010 e 2011, último ano em que as informações foram concluídas. Houveram 368 mortes relacionadas a heroína ao redor dos 21 condados do Estado, no ano de 2011, aumentando o número de 287 mortes registradas em 2010, conforme Roger Mitchell, médico legista.

Heroína e pílulas não são novidade em Ocean County, mas o rastro de morte recente, tem sido um peso para as autoridades e especialistas no estudo da droga, que encontram culpa em tudo, desde o crescente aumento de acesso a heroína pura, e a dificuldade de adquirir as pílulas, outros acreditam que o Furacão Sandy causou o aumento de stress entre os usuários, porém ninguém consegue dar uma razão exata para o problema.

O procurador Joseph Coronato tem uma estratégia, de indiciar os traficantes por morte, se confirmado que a droga vendida causou a morte de algum usuário. Ele acredita que parte do problema, é que muitos jovens pensam ser ‘invencíveis’. Cerca de 60% das mortes este ano, foram de jovens entre 20-26 anos de idade. “Eles estão injetando a droga, ao mesmo tempo, que vão aos bares, embriagam-se e então entram em overdose. Outro fator, é que com a dificuldade em conseguir pílulas, muitos estão entrando na onda da heroína, por ser mais barata e de mais fácil acesso. Beardsley lembra que quando começou, nem ela nem seus amigos pensavam que iriam usar heroína. Eles abusavam das pílulas, com a idéia de que fora recomendado por um médico, não haveria problema. No entanto, ela e seus amigos, começaram, a injetar heroína, meses depois.

Heroína é de fácil acesso em Ocean County, e outras partes do Estado, de acordo com a policia, é geralmente vendida com a referência estampada na bolsa com nomes variados como ‘Kiss of Death’, ‘Ferrari’ ou ‘El Capo’, mas a potência varia conforme o traficante, e os nomes mudam constantemente. Devido a inconsistência na potência da droga, um usuário que consome cerca de 5 ou menos doses por dia da droga menos potente, pode morrer no próximo dia, com a mesma dosagem de uma droga mais potente. “Esses jovens estão brincando com fogo, um dia podem adquirir a droga com 50% de potência, no outro 90%”, disse Coronato. Usuários que adquirim a droga menos potente, tendem a amplificar a reação química, levados a misturar outras substâncias, para aumentar o ‘astral’, “se eles não sentem o prazer imediato, acabam consumindo pilulas e alccol, o que leva a overdose.”

Os números de overdose no Condado, estão mais centrados em Toms River, de acordo com os relatórios, onde um a cada cinco casos de overdose resultou em morte. Misturar heroína com Xanax também é uma escolha popular entre os usuários, e essa mistura, desacelera o coração, e pode até causar um ataque fatal.

Toms River e Lakewood são as duas cidades em Ocean County, onde a demanda por heroína em pouca quantidade é crescente. Usuários e traficantes em busca de grandes quantidades geralmente precisam dirigir-se a Newark, Atlantic City, Camden ou Paterson para encontrar.

Especialistas associam o uso da droga a devastação do Furacão Sandy. Para eles, geralmente um usuário que passa por uma situação devastadora como o Furacão, tendem a sentir maior necessidade e desejo pela droga. Autoridades estão tentando mudar as leis contra os usuários e traficantes da droga, como estratégia para combater esse problema. De acordo com a lei atual, possessão de heroína é considerada um crime de 3º grau, e a prisão não é realmente uma opção. A proposta, segundo Coronato, com o apoio bipartidário da Assembléia e do Senado, tem base em criar amiores penalidades para os casos, de acordo com o numero de dosagens encontradas com alguém, e não pelo peso. “Com isso, poderemos conseguir informates, que nos levem ao verdadeiro fornecedor, e incriminá-lo pelo número de mortes que tem causado a distribuição da droga” concluíu Coronato.


Choque entre dois veículos causa transtorno no trânsito de Jersey City

Previous article

Preta Gil Vai Sacudir a Galera no Central Park Neste Domingo

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Comunidade