ComunidadeNotícias

Entrevista Exclusiva com o Ator Revelação Raphael Personnaz

0

Roger Costa– Nascido em 1981, na França, o ator Raphael Personnaz é um nome a ser observado. Ele já participou de mais de 50 filmes, desde 1998 quando estreou como intérprete. No ano passado, ele atuou na adaptação cinematográfica de “Anna Karenina” filme premiado com um Oscar, e somente este mês, o público pode conferir os atributos desse jovem brilhante e talentoso em dois filmes, a comédia “The Stroller Strategy” que estréia amanhã em New York, e o drama “Three Worlds”, em cartaz dia 21, onde interpreta um homem em conflito de consciência devido a um acidente de carro. Carismático e muito charmoso, Raphael tem um futuro promissor, e me contou sobre seus personagens e seus desafios como ator, confira nesta entrevista exclusiva.

Raphael Personnaz (1)

BP: Quem é o seu personagem em “Three Worlds”?

– Eu interpreto Al, um jovem de 30 anos, bem-sucedido, prestes a casar-se e de repente se vê responsável por um acidente de carro fatal, onde ao invés de socorrer a vítima, ele foge. Daí, nada será como antes, ele vivia em mentiras, em aparências e agora está sendo consumido pela culpa que carrega. Ele está lidando com mudanças, com as verdades que tem de encarar.

BP: Durante todo o filme, seu personagem é perseguido pela culpa, a crise de consciência. Como se preparou para incorporá-lo especialmente neste aspecto?

– Estive isolado por 3 meses de tudo, até mesmo minha vida social e pessoal. Não é da minha personalidade, mas vi a necessidade de fechar-me para criar esse aspecto. Queria criar uma sensação de falta de ar em sua expressão. O maior desafio foi trabalhar com os problemas morais que ele enfrenta, um desafio, que agradeço à diretora (Catherine Corsini), por ter cuidado de cada detalhe comigo. Foi bastante complicado, pois procurávamos a sintonia perfeita. Chegamos a fazer a mesma cena várias vezes, com diferentes tons no personagem. Foi complicado.

BP: Na verdade, Al é um jovem decente. Ele está tentando conquistar seu lugar, ser promovido no trabalho, casar-se, mas o acidente transtorna tudo. Existe um contraste entre o poder proveniente do dinheiro e a disposição de ajudar ao próximo?

– Especialmente na França, falo isso, pois sou cidadão francês, a culpa de muitos é consequência do poder financeiro conquistado. No caso de Al, sua primeira reação é tentar “comprar” o silêncio da testemunha do acidente. Ele vê o dinheiro como veículo para solucionar a tragédia que causara, mas percebe que não é suficiente para resolver a situação.

Raphael Personnaz (2)

BP: Então, ele tenta solucionar por outros meios, porque não conseguiu com o dinheiro, e agora se sente pressionado com a mídia em cima do caso, ou surgem nele sentimentos humanitários?

– Certamente é a mistura das duas circunstâncias. Por exemplo, inicialmente ele tenta procurar as autoridades, mas seus amigos, cúmplices do acidente, o impedem, aconselhando-o a esquecer. Um homem rodeado de tanta gente, de repente, se vê sozinho em tamanha situação, com tanta coisa acontecendo ao seu redor. No fundo ele percebe a necessidade urgente de alcançar a paz de consciência, antes de tudo.

BP: Al está em conflito emocional. Seu estilo de vida é ameaçado pelo acidente. Desesperado, ele vê em Juliette, a testemunha, o ‘anjo’ que veio tirá-lo do inferno. Como descrever o relacionamento que surge entre os dois?

– O relacionamento de ambos é uma surpresa complicada. Ela é a única que o aceita, por suas fraquezas, seus segredos sombrios, a perturbação de consciência. Caso não acontecesse o acidente, ele estaria feliz, casado, tocando a vida. A situação o leva a questionar sua posição social, o que realmente importa em um relacionamento, seja no trabalho, com os pais ou a noiva. Juliette consegue enxergá-lo como ele é, com defeitos, medos e insegurança.

BP: Do que se trata “The Stroller Strategy” e quem é seu personagem?

– Mais uma vez, incorporo um jovem de 30 anos (risos), que foi abandonado pela namorada, ele não consegue esquecê-la e responsável pelos cuidados de um bebê, ele usa as circunstâncias para tentar reconectar com a ex. Ele acaba enrolado em suas próprias mentiras, o que torna o filme uma comédia hilária. É uma comédia sexy, muito divertida sobre esse cara desempregado, fraco, metido em confusões por causa do amor.


Detetive de New Jersey acusado de assassinato em rodovia de Maryland

Previous article

Choque entre dois veículos causa transtorno no trânsito de Jersey City

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Comunidade