EsportesNotícias

Galo perde em casa e não aumenta vantagem na ponta

0

O Athletico venceu o Atlético-MG por 2 a 0 no Mineirão e saiu da zona de rebaixamento para o 10° lugar do Campeonato Brasileiro. Christian e Nikão marcaram, ainda no primeiro tempo, os gols do jogo adiado da sexta rodada. Cheio de desfalques, principalmente por Covid-19, o Galo não rendeu como em jogos anteriores e desperdiçou a chance de disparar na liderança. O time mineiro segue na ponta, mas apenas dois pontos à frente do Internacional.

Tabela do Atlético-MG

Com o resultado, o Atlético-MG desperdiça a chance de abrir vantagem na liderança. O Galo segue com 38 pontos, dois à frente do vice-líder, o Internacional. O próximo desafio da equipe mineira será contra o Ceará, às 16h de domingo, na Arena Castelão.

Tabela do Athletico

Com a terceira vitória seguida, o Furacão sai da zona de rebaixamento e dá um salto na tabela. Vai de 17° para 10°, agora com 25 pontos. Os comandados de Paulo Autuori voltam a campo contra o Santos, no sábado, às 19h, na Arena da Baixada, pela 22ª rodada.

Antes tarde do que nunca

O jogo entre Atlético-MG e Athletico seria no final de agosto, mas teve que ser adiado por conta da participação do Galo na decisão estadual. Como o Furacão disputava três competições (Brasileirão, Libertadores e Copa do Brasil), a CBF não pôde marcar esta partida antes. Com a eliminação do Athletico no torneio nacional, aí sim o clube paranaense teve um intervalo para a disputa deste jogo, válido pela sexta rodada do Brasileirão.

Surto de Covid-19

Sampaoli teve vários problemas para montar o Galo. O clube vive um surto com vários infectados pela Covid-19. Entre eles, o próprio treinador. Guga, Réver, Allan e Vargas, que seriam titulares, também estão com a doença e cumprem isolamento. Nesse cenário, o Atlético-MG teve uma escalação diferente, com nomes como Bueno e Gustavo Henrique entre os titulares. Confira a lista de diagnosticados com o coronavírus.

Primeiro tempo

Cheio de desfalques, o Atlético-MG tentou tomar a iniciativa, mas encontrou um Athletico bem postado, com duas linhas de 4. O Galo até terminou o primeiro tempo com mais posse de bola (60% a 40%), mas o Furacão mostrou mais eficiência e criou as melhores chances. Reinaldo parou em Everton, e Kayzer bateu perto. Aos 34, Erick lançou, Fernando Canesin cruzou para trás, e Christian bateu no alto – 1 a 0. E, aos 45, Nikão recebeu de Kayzer, ajeitou para o meio e chutou forta da entrada da área. A bola desviou na marcação e balançou as redes – 2 a 0.

Segundo tempo

O Galo voltou com Nathan e Calebe nos lugares de Hyoran e Zaracho. A dificuldade para criar, porém, persistia. Eduardo Sasha até acertou belo chute cruzado, mas Santos salvou. O Atlético-MG rondava a área e apostava em cruzamentos e chutes de longe. O time mineiro finalizou um total de 17 vezes, mas pecou na pontaria e deu pouco trabalho para o goleiro adversário. O Furacão diminuiu o ritmo no segundo tempo, mas quase ampliou no fim. Bissoli parou duas vezes em Everson. Nada, porém, que fizesse falta: vitória rubro-negra por 2 a 0 no Mineirão.

 


Juiz bloqueia a deportação de crianças migrantes que atravessam sozinhas do México para os EUA

Previous article

Rafael Sobis é registrado no BID e fica à disposição do Cruzeiro para duelo com o Figueirense

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Esportes