ComunidadeDestaquesNotícias

Casal é acusado de tráfico sexual de mulheres imigrantes na região de New England

0

Depois de três anos presos por envolvimento em um esquema de tráfico sexual que fez dezenas de vítimas imigrantes na região da New England, o casal Derong Miao e Shou Chao Li, foi condenado em duas audiências separadas no Tribunal Distrital em Portland, no estado do Maine, na semana passada.

Ambos já se declararam culpados no ano passado de uma acusação de conspiração e envolvimento em transporte interestadual e viagens para prostituição. Ao fazer isso, eles admitiram transportar pelo menos quatro mulheres diferentes entre New Hampshire e Maine com o objetivo de prostituição.

O casal foi condenado por levar para o Maine 24 imigrantes, maioria chinesas, com fins de prostituição.

A procuradora dos EUA, Darcie McElwee, disse que os réus alugaram duas casas e vários quartos de hotel na área de Portland que foram usados para sexo comercial em 2016, e mudavam as mulheres entre esses locais para evitar a detecção. “Eles coletaram dinheiro, compartilharam com outras pessoas na operação e enviaram pagamentos a comparsas para anúncios online”, afirmou.

McElwee disse que uma investigação mais ampla está em andamento para descobrir os líderes deste esquema e ela já resultou na prisão de mais uma pessoa. No dia 11, o suspeito foi preso no Texas.

As autoridades não informaram o que aconteceu com as mulheres depois que Miao e Li foram presos. Documentos judiciais mostram que as vítimas chegaram aos Estados Unidos principalmente com vistos que não permitiam trabalhar legalmente. Elas achavam que conseguiriam encontrar outros empregos, mas não conseguiam pagar as dívidas associadas à viagem. Elas falavam pouco ou nenhum inglês e não tinham outros contatos no Maine ou nos estados vizinhos. Nenhuma delas compareceu à audiência de sentença ou pediu indenização de Miao ou Li.

Miao e Li estão sob custódia federal desde dezembro de 2018. Quando se declararam culpados, ambos concordaram em não recorrer da sentença: quatro anos e sete meses para Miao, quatro anos e três meses para Li. Como o casal já estava preso há 3 anos, o juiz concedeu a liberdade, mas determinou liberdade supervisionada por cinco anos, e o juiz também ordenou que Miao tenha seus dispositivos eletrônicos monitorados porque ela os usou para se comunicar com as mulheres em uma plataforma de mídia social chamada WeChat.

As autoridades alertam que nos dias atuais o tráfico sexual continua a acontecer. Se você ou alguém que você conhece é vítima de tráfico humano, ligue para a National Human Trafficking Hotline no número 1-(888) 373-7888 ou envie uma mensagem de texto para 233733. Mais serviços, incluindo a opção de bate-papo ao vivo, estão disponíveis online através do site www.humantraffickinghotline.org.  A linha direta é confidencial e funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Quem quiser mais informações sobre as opções para imigrantes sobreviventes de tráfico, visite o site do Immigrant Legal Advocacy Project no link www.ilapmaine.org. “O esquema coordenado pelo casal foi grande, ofensivo e explorou as vítimas que tinham barreiras linguísticas e precisavam de dinheiro”, disse o juiz distrital dos EUA D. Brock Hornby antes de condenar Miao.


EUA está usando WhatsApp como recurso para espionar pessoas envolvidas com drogas

Previous article

América-MG anuncia contratações do atacante Henrique Almeida e do lateral direito Raul Cáceres

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Comunidade