NotíciasUSA

Jornalistas de TV americana morrem em tiroteio durante transmissão ao vivo

0

alison_adam

Dois jornalistas de TV foram mortos a tiros ontem de manhã, quarta-feira (26), enquanto conduziam uma entrevista ao vivo no estado da Virginia, nos Estados Unidos. As vítimas são a repórter Alison Parker, de 24 anos e o cinegrafista, Adam Ward, de 27 anos. O atirador já foi identificado pelas autoridades, de acordo com a CNN.

Nas imagens gravadas pelo cinegrafista antes de ser morto é possível ouvir os tiros e ver o momento em que a repórter tenta se esconde dos disparos. A câmera cai, mas ainda registra as pernas do atirador. Logo em seguida e fora do campo de imagem, os gritos da jornalista continuam a ser ouvidos. O crime ocorreu durante uma transmissão pelo canal WDBJ-TV, afiliado à CBS, na Bridgewater Plaza, na cidade de Moneta.

Alison Parker namorava um âncora do mesmo canal de TV onde trabalhava. Em seu Twitter, Chris Hurst, que é âncora do WDBJ7, escreveu que os dois planejavam se casar. “Estávamos juntos há quase nove meses. Foram os melhores nove meses das nossas vidas. Queríamos nos casar. Acabamos de celebrar seu aniversário de 24 anos”, disse Chris Hurst, que é âncora do WDBJ7.

“É com extrema tristeza que nós informamos que Alison Parker e Adam Ward foram mortos em um ataque nesta manhã”, lamentou no twitter a rede de TV WDBJ7, onde trabalhavam as vítimas. Acredita-se que o atirador tenha atirado seis ou sete vezes, disse o gerente geral do WDBJ Jeff Marks, segundo a CNN. Parker, que era repórter matutina da rede, começou como estagiária. Ela era natural da Virgínia e passou a maior parte de sua vida na cidade de Martinsville.


EUA: 200 kg de cocaína da América do Sul são apreendidos em Los Angeles

Previous article

Veterinário cria ração adesiva para peixe e disputa mercado com importados

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Notícias