ComunidadeDestaquesNotícias

ERO Philadelphia deporta fugitivo brasileiro procurado por tentativa de homicídio

0

O departamento de Execução e Remoção (ERO) da Philadelphia anunciou a deportação definitiva do brasileiro Ulisses de Oliveira Silva. Segundo as autoridades, ele é procurado no Brasil por tentativa de homicídio.

Em 30 de novembro de 2017, Ulisses solicitou admissão nos Estados Unidos no porto de entrada de Santa Teresa, em New Mexico. A Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos (CBP) notificou o brasileiro para comparecer perante a um juiz, acusando inadmissibilidade de acordo com a Seção 212 da Lei de Imigração e Nacionalidade.

A CBP transferiu então Ulisses para a ERO El Paso em 4 de dezembro de 2017. Na mesma data, a ERO El Paso inscreveu-o no programa “Alternatives to Detention” e entregou-lhe uma ordem de fiança, libertou-o. Em 20 de fevereiro de 2018, um juiz de imigração da Philadelphia, ordenou que Ulisses fosse deportado dos Estados Unidos à revelia.

Em 22 de novembro de 2022, o ERO Philadelphia recebeu informações sobre o mandado no Brasil. Foi então que as autoridades iniciaram uma investigação para localizar o brasileiro fugitivo. Em 26 de fevereiro de 2024, o ERO Philadelphia localizou e prendeu Ulisses durante uma ação coerciva. Ele foi notificado de revogação de libertação como infrator de ordem de supervisão e ficou detido no Centro de Processamento de Moshannon Valley, em Philipsburg, Pennsylvania, enquanto aguardava sua remoção dos Estados Unidos.

“Os Estados Unidos não são um porto seguro para não-cidadãos como Ulisses de Oliveira Silva escaparem da justiça em seu país de origem”, disse a Diretora do Escritório de Campo do ERO na Philadelphia, Cammilla Wamsley. “O ERO continua a salvaguardar o povo americano, removendo não-cidadãos que representam uma ameaça à segurança pública”, afirmou.

// Fonte: AcheiUSA.


Homem ataca pessoas com faca e deixa quatro mortos no Illinois

Previous article

Brasileiro foragido de Minas Gerais por torturar um menor de 8 anos foi extraditado de Portugal

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

More in Comunidade