Léa Campos: Greta Thunberg

Léa Campos: Greta Thunberg
03 outubro 11:29 2019 Imprimir

Quem é essa garota que está desafiando os poderosos para garantir que as futuras gerações tenham ar para respirar?
Uma ativista de 16 anos, onde a única coisa que faz é defender o clima, enquanto os governantes e os magnatas insistem em ignorar o que está ocorrendo no mundo.

Incêndios em toda parte que o homem não consegue apagar, geleiras glaciais derretendo e a escassez da água, são apenas algumas consequências do que ocorre com o clima e num futuro bem próximo a falta de oxigênio provocado pelo desmatamento das florestas. Greta incomoda tanto o sistema estabelecido, que um poderoso presidente não se furtou o direito de fazer careta sem olhar seu próprio umbigo. Greta falou na ONU para o mundo ouvir, não tremeu e não teve medo de caras feias. É bom dizer que Greta sofre de Síndrome de Asperger, integra o grupo do autismo, é uma perturbação que afeta as capacidades de comunicação e relacionamento com terceiros, além de se interessar por temas específicos. A vida de Greta tem curiosidades que merecem ser colocadas.

Por exemplo, ela não viaja de avião para evitar a emissão de gazes contaminantes dos combustíveis, inclusive declinou receber um prêmio porque teria que ir de avião para Estocolmo, Apesar da Síndrome, Greta conseguiu seu intento ao discursar na ONU em 2019, e incomodar a muitos. Para chegar a New York para participar da reunião sobre a Ação Climática, celebrada na ONU dia 23 de setembro, Greta viajou em um veleiro saindo da Suécia dia 14 de agosto, para fazer a travessia do Oceano Atlântico, acompanhada pelo proprietário do veleiro “Malizia II”, sr. Pierre Casiragh, Boris Herman no comando do timão, alternando com Pierre, seu pai Svante Thunberg e o documentarista Tathan Grossman.

Segundo a escritora de opinião, Tiana Lowe, (The Washington Examines) os pais de Greta a estão prostituindo (?), ” não levam em conta supostos problemas mentais de Greta e sua irmã que fizeram delas incapacitadas”. Imaginem se ela não tivesse problema nenhum. Esta é uma menina de 16 anos, que está preocupada com a situação climática, e detentora de vários prêmios (alguns em dinheiro) e está indicada para o Nobel da Paz de 2019, creio que ela é merecedora. O que a impulsionou a enveredar pela defesa do clima foram a onda de calor e os incêndios na Suécia. Muitos a chamam de rebelde, talvez tenham razão, mas é uma rebelde com causa.

Na plenária realizada em dezembro de 2018 na ONU ela asseverou: “você só fala de crescimento econômico, você tem muito medo de ser impopular, você só fala em seguir em frente com as mesmas ideias ruins que nos metem nessa confusão, mesmo quando a única coisa sensata a fazer seja puxar o freio de emergência, você não é maduro suficiente, mesmo sabendo o fardo pesado que deixa para nós, filhos. Estaremos atentos para ver o resultado do Nobel dias 22, 23 e 24 de outubro. É muito difícil ser escutada quando o tema incomoda aos interesses financeiros de muitos. A maioria dos mandatários não se preocupa com o bem estar do povo, achando que a parte deles está garantida, mas não é bem assim, todos temos a mesma constituição, respiramos oxigênio 24 horas por dia, logo não são imortais. A hora de todos chegará e quando não conseguirem respirar, nem comer, ainda que sejam bilionários, se arrependerão de tudo que omitiram.

  Editorias:




Escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar!.

Publique seu comentário

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.