Léa CamposNotícias

Léa Campos: Muito Doce e Bolo no Aniversário da Formiga

0

Terça-feira, dia 3, uma das maiores jogadoras de futebol a nível mundial completou 42 anos. Estou falando de Marailde Maciel Mota, que todos conhecemos como Formiga. Esta baianinha mudou o futebol feminino brasileiro e o levou ao mundo.

Jogando como volante, iniciou sua carreira na equipe do São Paulo e mais tarde continuou marcando nosso futebol rei com sua camisa 8, com a qual deu vida à vários times por onde passou sendo um dos maiores expoentes da Seleção Brasileira há décadas. Falar em futebol feminino no Brasil é falar da camisa 8 e vice-versa, as duas histórias se fundiram completamente graças à Formiga.

Talento raro e por isso único na posição, sua liderança dentro e fora do campo é incontestável. Não é o currículo ou o nome que garantem Formiga nas convocações de nossa  Seleção ou em grandes clubes que jogam e apoiam o futebol feminino no mundo. Nossa Formiga ainda entrega um rendimento jamais visto com seus 42 anos, o que faz sua longevidade ainda mais respeitada e espetacular, acompanhada de uma grande performance.

Visão de jogo, qualidade no passe, desarme, vigor físico, força, reforçam o raro talento em sua posição. Nasceu para ser líder, pois o que faz é feito com muita naturalidade. Independente de ser  capitã ou não da Seleção, a camisa 8 é uma referência e uma voz respeitada dentro das quatro linhas na Seleção. Sua grandeza como pessoa e como jogadora que em 2016 se aposentaria, foram tantos os pedidos que ela decidiu retornar.

Hoje Formiga com toda sua humildade e carisma é um símbolo no Paris Saint-Germain, onde joga atualmente sendo modelo para jovens atletas em formação. Formiga nunca se envolveu em nada que prejudicasse o futebol feminino por onde andou. Creio que o futebol feminino no Brasil deve muito à nossa querida e amada Formiga. Infelizmente não recebeu as honras devidas, talvez por sua própria humildade. Parabéns Marailde, minha Formiga preferida, que Deus continue iluminando seu caminho.


Social Press . 05/03/2020

Previous article

Must-See Films at Rendez-Vous with French Cinema 2020

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Léa Campos